Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola prepara Jogos da SADC

25 de Agosto, 2018

"Agradeo pelo apoio em material desportivo e condies de treino; no nos falta nada at ao momento", agraciou.

Fotografia: Regina Dumbo

A Selecção Nacional Paralímpica em atletismo cumpriu ontem a penúltima etapa de preparação no Estádio dos Coqueiros, em Luanda, visando os Jogos da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), prova que se disputa em Dezembro no Botswana.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, o treinador da selecção nacional, João Gomes, disse que os 15 dias de pausa pedagógica foram aproveitados para juntar o grupo.
\"Aproveitámos o período de férias dos estudantes para juntar o grupo em Luanda e vamos retomar em Outubro, aquando da realização do Campeonato Nacional do desporto adaptado\", disse.
O técnico realçou que a preparação correu sem sobressaltos.
\"A preparação está a correr bem. O Comité Paralímpico Angolano criou as condições de forma a não faltar nada. Os atletas estão hospedados na Cidadela Desportiva e regressam às suas províncias no domingo\", frisou.
Foram seleccionados 10 atletas, mormente, Júlio da Silva (T11 - deficiente visual), Augusto Jongole e Oliveira André (T13 - deficiente visual parcial), todos da província de Malanje. Dorivaldo Mateus (T11 - Cuanza Norte), Mário Sutaquila (T11 - Huíla), Emoloide Adelino (T12 - Namibe), Sebastião Mussunde (T13 - Bengo), João Numa (T13 - Bié), Regina Dumbo (T11 - Huambo) e Juliana Moco (T11 - Benguela).
Depois de conquistar o triplete nos 100, 200 e 400 metros, no Meeting Internacional de Marraquexe e nos Jogos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a velocista Regina Dundo pretende melhorar os tempos pessoais no Botswana.
A atleta mostrou-se regozijada e disse que objectivo é vencer as provas.
\"Estou feliz por, mais uma vez, representar a selecção nacional. Estou a preparar-me bem para não ser surpreendida. O meu objectivo é conquistar todas as provas. Mais do que vencer, vou procurar melhorar os meus tempos\", prometeu.
A também campeã nacional de velocidade agradeceu ao Comité Paralímpico Angolano (COA) pelo apoio dado aos atletas.
\"Agradeço pelo apoio em  material desportivo e condições de treino; não nos falta nada até ao momento\", agraciou.