Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola projecta quinto lugar

Armindo Pereira - 18 de Abril, 2019

A obtenção do quinto lugar no Torneio Africano da Região V a decorrer em Abril de 2020 no Campo de Resort Mangais, à Barra do Kwanza, em Luanda, é o objectivo da selecção nacional de golfe. Para lograr a classificação, os atletas vão afinar a competência desportiva no Torneio de Singulares previsto em Outubro nas Ilhas Maurícias.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, o capitão e o seleccionador nacional, José Costa Crispin, sustentou que a realização do evento continental com a chancela da Associação Africana aumenta as probabilidades da selecção nacional obter a melhor classificação de sempre.
África do Sul, Namíbia, Zimbabwe, Lesotho, Moçambique, Ilhas Maurícias, Malawi, eSwatini, Zâmbia e Quénia são os países que disputam a prova mais mediática da região austral do continente.
\"Não podemos ombrear com países como a África do Sul, Zimbabue ou Namíbia, só para citar estes. Possuem condições fabulosas há muitos anos. Angola começa a dar os primeiros passos. Um quinto lugar seria muito bom. Em casa, acredito que podemos atingir essa meta\", augurou.
A crença de José Costa tem respaldo no histórico da participação da selecção de Angola no torneio realizado recentemente na cidade namibiana de Swakopmund. O nono lugar na classificação geral é fruto da fragilidade apresentada.
\"A falta de experiência dos nossos jogadores e a sorte estiveram na base desse resultado. Conseguimos fugir da cauda da tabela, em relação às últimas participações. Isso é normal. Estamos a firmar-nos agora. Acredito que a prova das Ilhas Maurícias vai dar a rodagem competitiva que os nossos golfistas precisam para melhorar a prestação no próximo evento\", disse.
Os países presentes na prova da Namíbia reconheceram a evolução de Angola e felicitaram pela prestação. A organização atribuiu aos angolanos o troféu de equipa “fair-play”, de acordo com José Crispim.
\"A nossa prestação foi extremamente positiva em comparação em todas as outras prestações. Perdemos o oitavo lugar por duas pancadas no último dia da competição. Isso ocorreu por falta de experiência aos nossos atletas. Ainda assim, estivemos bem competitivamente\", disse.
António Marçal, Carlos Pereira, António Luife e Victor Marçal foram os golfistas representantes das cores da bandeira nacional. O torneio de Swakopmund foi vencido pela África do Sul, seguido pela Namíbia e Zimbabue.
O presidente de direcção da Federação Angolana de Golfe, Almir Soares, disse ao Jornal dos Desportos que existem outros países interessados em albergar o evento. O dirigente garante que a Associação Africana já deu o voto de confiança aos angolanos. Esta notabilidade é fruto de apoios dos patrocinadores e do Ministério da Juventude e Desportos, segundo o dirigente.