Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola realiza hoje treinos de adaptao

Rosa Panzo - 15 de Fevereiro, 2017

os nadadores efectuaram a primeira e segunda fase preparatria nos clubes acompanhados pelos tcnicos locais.

Fotografia: Jornal dos Desportos

A Selecção Nacional Absoluta de Natação faz reconhecimento hoje das piscinas de competição e de treinos, na cidade de Harare, capital de Zimbabwe, palco da 15ª edição do Campeonato Africano da Zona VI a disputar-se de 16 a 19 do corrente. A equipa angolana encontra-se desde ontem no local de jogos.

Com objectivo de fazer boa participação e obter o maior número de medalhas possíveis, a delegação angolana deixou o país com um conjunto de 11 integrantes, sob comando técnico de Cláudio Brandão. 

Para se adaptar ao clima das águas zimbabueanas, a equipa técnica atarefa hoje o grupo com exercícios de limagem de arestas nas técnicas de partida, viragens rápidas e saltos.

Foram em defesa das cores nacionais nove nadadores, dos quais quatro da classe masculina. Trata-se de Daniel Costa, Hélio Taborda, Salvador Gordo e Daniel Francisco. Rafaela Santos, Luedy Costa, Diana Malamba, Kiamy Gomes e Luyane Costa, oriundos do Onda Spor Clube e 1º de Agosto, completam a lista.

Mesmo com poucas hipóteses de melhorar a classificação passada pelo número reduzido de atletas, Cláudio Brandão está confiante na conquista de bons resultados.

Em declarações ao Jornal dos Desportos, o seleccionador nacional garantiu que levou para o palco da competição "uma equipa bem preparada física e psicologicamente para ir atrás dos objectivos preconizados ao longo da preparação em Luanda".

Para esta empreitada, o conjunto nacional começou a projectar o zonal em Dezembro do ano transacto. A cumprir o mesmo programa preparatório, os nadadores efectuaram a primeira e segunda fase preparatória nos clubes acompanhados pelos técnicos locais.

A equipa encerrou os trabalhos preparatórios domingo último com correcções nas técnicas de concentração, saltos, partidas , chegadas e viragem rápidas. 

Na edição passada disputada nas Ilhas Maurícias, Angola quedou-se na quinta posição ao conquistar 27 medalhas, dos quais 12 de ouro, oito de prata e 17 de bronze.

Desde a primeira participação de Angola em competições do género, a melhor classificação de sempre foi obtida na 13ª edição realizada em 2015 na piscina do Alvalade, onde a selecção alcançou o segundo lugar com 61 medalhas, dos quais 22 de ouro, 21 de prata e 18 de bronze.