Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angolanas encerram participao

Silva Cacuti - 08 de Julho, 2018

Helena Paulo pode terminar o evento como a melhor marcadora do mundial

Fotografia: Joo Gomes | Edies Novembro

A Selecção Nacional júnior feminina encerra hoje a participação no 21º Campeonato Mundial que decorre na Hungria, quando defrontar a Roménia, terceira classificada da última edição disputada na Eslováquia, em 2016. O jogo está marcado para as 18h00, no Hodos Hall de Debrecen.
A Selecção Nacional chega ao derradeiro jogo do grupo C preliminar sem possibilidade de seguir à outra fase, dado o facto de serem remotas as oportunidades de vitória diante da Roménia. No Campeonato mundial anterior, Angola quedou-se na 14ª posição da tabela geral.
Depois de vitórias nas duas primeiras jornadas (32-30, diante do Japão, e 41-25, diante do Paraguai), a Roménia perdeu para a Holanda por apertados 27-29. Ontem, as romenas defrontaram as dinamarquesas no cartaz da jornada. O jogo era muito esperado, porque há dois anos, a Dinamarca precisou de prolongamento para vencer as rivais por 30-29.
Sorina-Maria Tirca é a unidade mais referenciada do plantel romeno, graças ao facto de ter sido a melhor marcadora do campeonato europeu no ano passado. Agora é Andreea Cristina Popa quem melhor entrou na competição. Ao cabo das duas primeiras jornadas, apontou 16 golos.
Da parte angolana, a Roménia sabe que Angola tem Helena Paulo, que eleva os seus 1,70 metros entre as verdadeiras torres e logra ser a melhor marcadora da competição com 36 golos apontados ao fim de três jogos.
A equipa angolana tem passado à margem das expectativas, embora as derrotas sofridas até aqui, sejam algo previsíveis, em relação ao ranking das selecções defrontadas. Como em desportos não há vencedores antes do tempo regulamentar, Edgar Neto, seleccionador nacional, vai motivar as pupilas para contrariarem o favoritismo da Roménia e tentar uma vitória, que pode transfigurar o quadro de passagem à segunda fase a seu favor.
Ontem, a equipa angolana defrontou a similar do Paraguai em partida em que era apontada como favorita.
A Selecção Nacional perdeu para a Dinamarca (20-25); Holanda (21-37) e Japão (25-29) nas primeiras três jornadas do grupo C.