Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angolano Antnio Avelino termina no pdio

20 de Maio, 2019

A cerimnia de entrega dos trofus e alguns certificados de individualidades

Fotografia: Edies Novembro

O angolano António Avelino ocupou a segunda posição do torneio internacional "Presidential Golf Day", disputado este sábado, no Campo dos Mangais, na Barra do Kwanza, vencido pelo português João Baptista.Na competição, cuja tacada inicial foi dada pelo Presidente da República, João Lourenço, o representante do Clube de Golfe de Luanda (Morro dos Veados) totalizou 40 pontos, menos três do que o golfista europeu (43).

O terceiro classificado foi o sul-coreano Kabar Sensong, com 39 pontos, em prova que contou com a concorrência de mais de 50 jogadores dos países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), Reino Unido, Japão, Coreia e Turquia.Da inauguração, com uma tacada rente ao relvado, segurando o taco com as duas mãos, o Chefe de Estado bateu na bola meio em força que percorreu o espaço em direcção ao buraco -1, abrindo o evento ímpar no país, enquadrado no “Fórum Mundial do Turismo”, a realizar-se de 23 a 25 deste mês, na capital do país.

Além da componente desportiva, Angola busca, com o "Presidential Golf Day", a interacção entre homens de negócios visando parcerias no âmbito do programa do Executivo de diversificação da economia nacional.Após a abertura da competição, João Lourenço, acompanhado da Primeira-dama, Ana Dias Lourenço, da Ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula do Sacramento Neto, e do Turismo, Ângela Bragança, inaugurou a escola de equitação do clube Mangais.

A cerimónia de entrega dos troféus e alguns certificados de individualidades, que se destacaram na realização do evento, no caso os vencedores, o estadista angolano (troféu especial), antecedido de uma sessão cultural, decorreu numa unidade hoteleira de Luanda. Entre as personalidades, esteve o ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Frederico Cardoso.