Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angolanos de samacaca arrancam aplausos

09 de Setembro, 2016

Os aplausos e gritos romperam o breu, num gesto de irmandade que norteia a nação angolana e brasileira.

Fotografia: DR

Com a bandeira angolana a desfraldar nas mãos de Esperança Caxita, a delegação angolana recebeu uma das maiores ovações da noite na cerimónia de abertura dos Jogos Paralímpicos do Rio'2016. Os aplausos e gritos romperam o breu, num gesto de irmandade que norteia a nação angolana e brasileira.
Afinal, o sangue de africanos ainda correm nas veias de muitos jovens do país anfitrião. "Cada corpo tem um coração" foi o tema da cerimónia.


Clodoaldo Silva aspira a seis medalhas
Numa mudança casual de canal de TV, o brasileiro Clodoaldo Silva alterou o seu modo de vida. Nascido com má formação congénita em três membros (dois braços e perna direita), fixou a sua atenção nas provas de natação. A paixão foi forte e hoje é uma coqueluche mundial. Estreou-se em Atenas'2004. Nos Jogos Paralímpicos do Rio'2016, tem como meta subir ao pódio em noves ocasiões.