Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angolanos nas redes sociais

Silva Cacuti | no Rio de janeiro - 25 de Agosto, 2016

O Andebol no Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro

Fotografia: Jornal dos Desportos

Um dos factos que marcaram a linha comportamental de atletas, dirigentes e espectadores dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro foi o uso maciço de ferramentas como o Facebook, Twitter, Instagram, entre outras, para compartilhar imagens e informações dos Jogos Olímpicos para o mundo.

Desde o primeiro dia, as contas pessoais dos atletas ficaram cheias de mensagens e fotos, que retratam as distintas emoções vividas no palco dos jogos. Pedro Godinho, presidente da Federação Angolana de Andebol, aproveitou as redes sociais para pedir desculpas pelas carências vividas no período de preparação. Pela mesma via, muitas atletas desculparam o líder, embora a missão olímpica seja da responsabilidade do Comité Olímpico Angolano (COA).

Mário Rosa, chefe de missão e vice-presidente do COA, postou no facebook o relato sobre um assalto de que foi vítima no dia seguinte, ao encerramento dos jogos. Paixão Afonso, velejador, integrante do primeiro grupo de atletas que regressou a Luanda no dia 21, postou imagens da recepção que teve por parte de parentes e amigos em Luanda. "Sambizanga está em festa", legendou.

ANGOLA participou na 31- edição dos jogos olímpicos, com os seguintes atletas: Liaiana Neto e Hermenegildo Leite (atletismo); Pedro Pinotes e Ana Nóbrega (natação); Paulo Silva (tiro); Antónia de Fátima "Faia" (judo); Manuel Lelo, Paixão Afonso, Matias Montinho (velejadores); Andrés Matias e Jean-Luc Razamoelina (canoagem); Cristina Branco, Neide Barbosa, Teresa Almeida "Bá", Wuta Dombaxi, Azenaide Carlos, Wilma Nenganga, Liliana Venâncio, Albertina Cassoma, Lurdes Monteiro, Isabel Guialo, Luísa Kiala, Juliana Machado, Magda Cazanga, Janeth dos Santos e Natália Bernardo, do andebol.