Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angolanos próximos de desistir do Open TAP

Álvaro Alexandre - 26 de Outubro, 2015

O Clube de Golfe de Luanda (CGL) mobilizou 10 atletas para representar o país na XXXVIII edição do Open TAP 38.

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os golfistas nacionais estão a um passo da desistência  do torneio internacional de golfe "XXXVIII edição do Open TAP 38", aprazado para o período de 1 a 20 do próximo mês, na região de Algarve, Portugal.  As finanças representam o principal adversário da delegação angolana, para a efectivação da participação do torneio da companhia aérea portuguesa.

 As palavras de descontentamento surgiram da parte do capitão do Clube de Golfe de Luanda, Manuel Barros. "Estamos à beira de ficarmos de fora do maior torneio internacional que sempre representamos com dignidade. Temos 19 participações consecutivas e a vigésima  é a que corre o risco de falharmos.

Estamos mal em matéria de finanças e pedimos a sensibilidade dos detentores de boa saúde financeira para patrocinarem a participação de Angola no Open TAP 2015", disse. Manuel Barros revelou que existe uma corrente em prol da participação angolana. Estão em marcha iniciativas singulares  que poderão salvar a imagem de Angola.

"O aperto do cerco motivou que alguns membros da caravana mobilizassem  recursos financeiras, para darem suporte à sua participação. O referido mecanismo foi movido pelos golfistas Francisco dos Santos e João Paulo , ambos da ENSA, e Sebastião Adão (individual)", avançou ainda. O Clube de Golfe de Luanda (CGL) mobilizou 10 atletas para representar o país na XXXVIII edição do Open TAP 38.

Os golfistas seleccionados são o Manuel Barros (capitão), Francisco dos Santos, João Paulo, Sebastião Adão, Patrício Jeremias (estreante), Hermenegildo dos Santos (vencedor da Ordem de Mérito de CGL de 2015), Luife António, Nicolau Mateus, Victor Marçal e Lazaro Cândido.
 Álvaro Alexandre