Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angolanos vergam ganenses

Álvaro Alexandre - 05 de Agosto, 2014

A derrota do Mestre Fide Eduardo Pascoal diante do ganense John Kojo não pôs em causa o triunfo da selecção

Fotografia: Jornal dos Desportos

A Selecção Nacional masculina de xadrez conquistou ontem, na cidade norueguesa de Tromso, a primeira vitória, ao derrotar o Gana por 3-1, em partida que contou para a segunda jornada da 41ª edição da Olimpíadas de Xadrez de 2014, que aquele país europeu acolhe de 1 a 14 deste mês.

Depois de ter consentido derrota na véspera, frente à Polónia, com a qual perdeu por 0-4, o combinado nacional não teve dificuldades em vergar o Gana.

A derrota do Mestre Fide Eduardo Pascoal diante do ganense John Kojo Hasford, no primeiro tabuleiro, não comprometeu o plano estratégico montado pelo seleccionador nacional, Tito Martins.

O mau resultado registado por Eduardo Pascoal foi imediatamente superado nos outros tabuleiros. O Mestre Fide Catarino Domingos derrotou Francis Eric Anquandah, o MI Amorim Agnelo derrubou Richard  Gabah e, por último, o CM João Simões venceu o Edward Nii Lamptey Thompson.

Para a mesma jornada, a Rússia venceu o Qatar, por 3,5 - 0,5, a França derrotou a Mongólia, por 4 - 0, a Hungria abateu a Venezuela, por 2,5 - 1,5, a China despachou a Albânia, 3,5 - 0,5, e Israel derrubou o Tajiquistão, por 3,5 - 0,5.

A Austrália foi derrotada pela selecção da Arménia, por 1 - 3, a Colômbia cedeu a vitória aos Estados Unidos, perdendo por 1 - 3, e a Escócia perdeu com o Azerbaijão, por 0,5 - 3,5. 

A Noruega II e a Ucrânia repartiram os pontos (2 - 2) e a Finlândia também empatou com a Noruega I (2 - 2). A prova masculina é disputada por 177 xadrezistas e é comandada por 36 selecções, todos com duas vitórias.

Em função dos resultados obtidos nas duas primeiras jornadas, nos primeiros lugares encontram-se a França (4 pontos), Holanda (4), Alemanha (4), Cuba (4), Itália (4), Geórgia (4), Sérvia (4), Vietname (4), Rússia (4) e China (4). Com uma vitória, Angola ocupa a 123ª posição do Open, com dois pontos.

LUSÓFONOS
MEDEM FORÇAS


Países da Comunidade Lusófona cruzam-se hoje, às 14h00 locais, na cidade de Tromso. A partida vai ser entre Portugal e Angola, a contar para terceira ronda da 41ª Olimpíadas Xadrez de 2014. Angola pode fazer história. As duas equipas estão quase ao mesmo nível e com determinação os angolanos podem vencer os portugueses.

As partidas atractivas da III jornada da prova masculina são as seguintes: Arménia-França, Estados Unidos-Holanda, Noruega I-Montenegro, Alemanha-Inglaterra, Polónia-Cuba, Itália-Índia, Turquia-Geórgia, Islândia-Sérvia, Suíça-Vietname e República da Macedónia-Rússia.


EM FEMININO
Angola joga hoje
com as canadianas


Angola e Canadá defrontam-se hoje, às 14h00, na cidade Tromso, numa partida a contar para a terceira jornada da 41ª edição das Olimpíadas de Xadrez. As angolanas vão jogar na 39ª mesa com as peças brancas.

Com dois pontos cada, as xadrezistas de Angola e do Canadá vão assumir os quatro tabuleiros da 39ª mesa. O objectivo da Selecção Nacional passa pela conquista da segunda vitória nas Olimpíadas.

A classe que assume a luta ao título volta novamente a esquematizar os peões, no sentido de conquistar a terceira vitória consecutiva. Os Estados Unidos jogam com a China, a Noruega I enfrenta a Hungria, a Rússia defronta a França, Arménia mede forças com o Vietname, Bósnia-Herzegovina recebe a visita do Irão, Azerbaijão tem pela frente a Suíça. A Roménia mede forças com a Indonésia, Alemanha disputa a partida com a Argentina, Bielorrússia partilha o tabuleiro com a Holanda e Cazaquistão joga com a Índia.

SELECÇÃO ALCANÇA
SEGUNDA VITÓRIA


A Selecção Nacional feminina alcançou a sua segunda vitória na competição, ao derrotar ontem a congénere dos Barbados, por 3-1.
As vitórias foram obtidas pela Mestre Internacional Esperança Caxita, que derrotou a Candidata a Mestre Katrina Blackman, Delfina João venceu a CM Sheena Ramsay e Maria Domingos derrubou Donna Murray. A China venceu a Venezuela, por 4-0, Noruega I derrotou o Equador, por 4-0, Rússia derrubou o Brasil, por 4-0, Ucrânia abateu a Austrália, por 3-1.
A.A.