Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Antwan Scott mira African Ball League

Jucelino da Silva - 13 de Janeiro, 2020

Fotografia: Vigas da Purificao

O base norte-americano Antwan Scott, de 27 anos de idade, 1,87 metros de altura e  87 quilogramas de peso, pretende conquistar a Ball League, a principal aposta da direcção liderada por Tomás Faria.

Em conversa com Jornal dos Desportos no final do jogo entre Petro de Luanda e Marinha de Guerra, Antwan Scott manifestou que vai dar o melhor para ajudar o clube tricolor a erguer o primeiro troféu da mais nova competição de clubes de África.

\"Aos nossos adeptos, peço que fiquem descansados. O  nosso grupo de trabalho, em particular eu, tudo fará para conquistar a Ball League e o campeonato nacional, os nossos principais objectivos da época\", disse.

Antwan Scott garantiu que os adeptos do Petro de Luanda ainda têm muito para ver na quadra.

\"A minha prestação ainda não é a melhor. Fiquem descansado. Da minha parte, vão ver o bom basquetebol. A minha adaptação tem sido boa. Os meus colegas ajudam-me a enquadrar na equipa\", reconheceu.

Contratado do Keravnos do Chipre para reforçar a posição zero-um, o base norte-americano revelou que \"o basquetebol angolano é muito competitivo e joga-se com muita agressividade\". Contudo, está \"feliz\" pela \"boa recepção com amor e carinho dos colegas\".

Em quatro partidas realizadas, Antwan Scott revelou-se no base da equipa com a melhor assistência. Os críticos, que se manifestaram contrários às reais capacidades do atleta, começaram a alternar as opiniões. Nas duas últimas exibições, justificou a contratação. O base mostrou-se como \"pedra fundamental\" na manobra ofensiva dos tricolores. 

A elevada capacidade de gerir os mais maus de jogos, o controlo emocional (sofrimento), a elevada observação do posicionamento táctico de colegas e passagens fáceis pelos adversários fazem-no um \"atleta espectacular\", segundo os aficcionados de basquetebol.

Antwan Scott assinou um contrato com Petro de Luanda até Junho do corrente ano.