Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Aprilia necessita revoluo para 2020

02 de Dezembro, 2019

Fotografia: DR

Enquanto outras fábricas testaram as versões protótipo das suas máquinas de MotoGP para 2020 em Valencia e Jerez, os pilotos da Aprilia, Aleix Espargaró e Andrea Iannone, tiveram de se contentar com a RS-GP deste ano, limitando o progresso feito.
Uma ‘revolução’ de design está nas catas para a Aprilia em 2020, mas a nova máquina não será vista em pista até o próximo ano, deixando Espargaró passar os testes recentes “tentando diferentes configurações electrónicas, configurações e várias ideias, mas não podemos melhorar muito a moto”, disse o próprio Espargaró.
“Conversei sobre muitas coisas com o Romano (Albesiano) e também vi desenhos (CAD) da nova moto. O motor é diferente, a electrónica, a posição de pilotagem … Pequenas diferenças, mas por todo o lado. É também por isso que os testes (em Valencia e Jerez) com esta moto não têm grande significado, porque se a posição do piloto mudar, tudo na nova moto – a geometria, a configuração, tudo.”
“Sabemos para onde queremos ir com o conceito da nova moto.Mas depois veremos como os engenheiros são bons em colocar isso tudo em prática porque não é fácil, mal posso esperar. “
Espargaró disse ainda: \" Não sei se na Malásia receberemos a versão completa do novo motor, mas parte do motor já é muito diferente. O plano é receber pelo menos uma RS-GP 2020 para cada piloto na Malásia e mal posso esperar, a moto parece promissora, muito diferente. Estamos a tentar tudo ao máximo e, se for possível, experimentaremos a moto ara fazer uma ideia num aeroporto ou qualquer coisa assim antes de deixarmos a Europa.”