Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Associao do Bi elege o presidente

Joo Constantino, no Cuito - 24 de Junho, 2016

Associao provincial de atletismo do Bi marcou para o prximo dia 29 de Julho o acto eleitoral para os novos corpos sociais

Fotografia: Jornal dos Desportos

A Associação provincial de atletismo do Bié marcou para o próximo dia 29 de Julho o acto eleitoral para os novos corpos sociais que vão reger a modalidade de 2016-20. Reunidos em Assembleia Geral extraordinária na última quarta-feira, sob a presidência de Amesa Pedro Custódio, os sócios aprovaram também o relatório de balanço e as contas do quadriénio 2012-2016.

Pedro Custódio, presidente da Mesa da Assembleia Geral, afirmou que estão abertas as candidaturas, desde quinta-feira, para todos aqueles que queiram concorrer. Para o efeito, as lista devem ser entregues na sede da Direcção Provincial da Juventude e Desportos.

Os sócios presentes foram informados que a província do Bié vai ter apenas direito a dois votos nas próximas eleições dos órgãos sociais de Federação da modalidade. A fraca participação da província nas provas da Federação está na base da decisão.

O presidente de direcção cessante da Associação, José Kulingarna, afirmou que o direito a dois votos da província do Bié nas próximas eleições da Federação foi discutida na última Assembleia Geral do órgão reitor da modalidade no país.

José Kulingarna assumiu a recandidatura ao cargo e promete mudanças profundas no novo elenco. Para si, muitos não trabalham a favor da modalidade.

"Confirmo a minha recandidatura para mais um mandado. Para isso, conto com o voto dos nossos sócios, que para o efeito necessito todo o apoio possível", disse.

Para garantir o sucesso no mandado a que se propõe, José Kulingarna disse que vai apostar na procura de novos talentos e no relançamento  na província.

Sobre o balanço do último mandado, já teve dois anteriores, Kulingarna afirmou que foi difícil, mas conseguiram cumprir as provas locais e representar a província no São Silvestre.

"Foi exercício difícil, a meio a crise financeira que o país vive. Conseguimos fazer o possível localmente com os poucos recursos”, disse.