Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Associação Internacional homologa recordes de Angola

Álvaro Alexandre - 24 de Junho, 2014

Marco Couto dos Tubarões Fishing Team está satisfeito com o reconhecimento

Fotografia: Jornal dos Desportos

A International Game Fish Association (IGFA) homologou na última semana, no Estado da Florida,  Estados Unidos da América, os três recordes mundiais de veleiro, conquistados em Março último, na cidade do Lobito, pelo pescador Marco Couto e pela pescadora Luísa Baptista. Aquando da disputa da décima edição do concurso Lobito Big Game Fishing Tournament, Marco Couto, dos Tubarões Fishing Team, bateu dois recordes  na mesma captura, ao passo que Luísa Baptista, da formação Xiripiti, conseguiu um recorde.

Marco Couto é o melhor do Mundo na especialidade ao conseguir o recorde absoluto (All Tackle record), com a captura do maior veleiro (linhas até 130 libras) e outro de 30 libras. O veleiro foi pescado no Lobito e homologado como o recorde da classe 30 libras.O anterior pertence a Carlos Moran, dos Marlinheiros, que havia capturado no torneio Big Blue Cup, em 12 de Novembro de 2011, em Luanda, um marlin com 60,9 kg.

Já Luísa Piçarra Baptista, do Xiripiti, registou a sua nova marca mundial da classe feminina, com o veleiro de 62 kg, a 6 de Março do corrente ano, também no Lobito.O peixe foi capturado fora do concurso do Lobito Big Game Tournament, pelo que a pescadora utilizou a linha de 20 libras. 
No tempo colonial, há 40 anos, em Luanda, Luísa Baptista obteve o primeiro recorde de 20 libras, capturou um veleiro de 35,41 kg.Após ter perdido o título para a sul-africana Pamela Durkin, com o exemplar de 48,3 kg, a 15 de Março de 1975, em Luanda, a pescadora angolana recupera desta forma o prestígio.

Reacção

Entrevistado pelo Jornal dos Desportos Marco Couto, dos Tubarões Fishing Team, não conseguiu esconder a alegria pelos feitos validados pelo órgão máximo da modalidade no Mundo. "Ninguém consegue ficar indiferente a uma grandiosidade desta", revelou.O membro dos Tubarões disse que foi por uma luta contínua da pesca desportiva em Angola. "Com muita dedicação sobretudo. As ambições são as mesmas. Vamos manter os bons momentos e desenvolver a pesca desportiva nacional", prometeu.

Para João Ribeiro, comandante da equipa Xiripiti, satisfeito com o reconhecimento da International Game Fish Association disse que foi produto de trabalho de equipa. "Estou satisfeito com o feito alcançado. Deve-se ao trabalho bem elaborado",  salientou.O comandante do Xiripiti reforçou a sua ideia disse que "depois de 40 anos a alegria voltou a tomar conta do grupo. Foi neste período que Luísa Baptista estabeleceu o recorde  mundial e anos depois a perdeu. Agora, no presente ano recuperou o seu recorde, no período anterior ao arranque do torneio Lobito Big Game Fishing Tournament . O veleiro de 62 kg foi pescado com o mesmo equipamento e carreto que foi usado há quatro décadas", concluiu.