Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Associados abordam GP 11 de Novembro

Hlder Jeremias - 24 de Outubro, 2019

Pilotos trabalham a todo gs visando a mais uma jornada do Campeonato Provincial

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os integrantes da Comissão de Gestão da Associação Provincial do Motocross de Luanda reúnem-se nas próximas horas com pilotos, mecânicos e responsáveis de equipas para delinearem os pormenores técnicos e administrativos em volta da realização da última jornada do Campeonato Provincial de Motocross de Luanda, em alusão aos festejos do 44º aniversário da Independência Nacional, que se vai assinalar dia 11 de Novembro próximo.
A agenda de trabalhos terá a sua predominância sobre a colaboração entre os parceiros na alocação dos recursos necessários para se levar adiante uma prova com a dimensão da importante efeméride nacional, o que passa, como é óbvio, pela manutenção do circuito Jorge Varela, obtenção de troféus, entre outras acções que possam assegurar momentos de grande intensidade para os amantes dos desportos motorizados.
O conclave servirá ainda para se fazer uma radiografia na actual situação da modalidade, depois da comissão de gestão, liderada por Osvaldo Gouveia, ter cumprido, quase na totalidade, com a tarefa de impedir que a época 2019 não fosse cancelada, quando tudo apontava para tal cenário até o mês de Maio, segundo informou uma fonte próxima daquela instituição.
O Jornal dos Desportos apurou que a comissão de gestão vê-se abraços com a falta de meios financeiros para colocar em prática as suas iniciativas, razão pela qual sente-se regozijada pelos apoios que tem recebido por parte dos promotores de eventos dentro e fora de Luanda, com destaque para as as províncias da Huila (Caconda e Kilengues) e Malanje, se descurar o grupo de antigos pilotos que promoveu, na capital do país, o Grande Prémio Paddock.
Muito embora os vencedores das três categorias já se encontram pré definidos, as equipas e respectivos pilotos estão a aguardar com grande expectativa a prova que vai marcar o fim de época, na medida que uma competição que visa celebrar o Dia da Dipanda tem sempre um significado de relevo, motivo pelo qual nas suas agendas consta a realização de sessões de treinos individuais e colectivas durante o período que antecede a prova.
Com o fim do presente ciclo olímpico cada vez mais próximo, ainda não há sinais sobre a existência de pessoas apostadas em assumir os destinos da associação, tendo em conta de que a especificidade da modalidade não se compadece com ideias sem recursos financeiros, mas os associados acreditam que, em função daquilo que será a situação económica do país  num futuro próximo, vai se traduzir na evolução do motocross.
As duas últimas edições do Provincial de Luanda (classe dos 250cc) foram vencidas pelo piloto de nacionalidade namibiana ao serviço do extinto Team Dinamith, tendo em 2017 sido secundado por Zé Cazenga, até então ao serviço do também extintoTeam Orbel, ao passo que na época seguinte (2018), o piloto do Team Transchipeta, Fernas Baptista, foi o segundo classificado.
Fernas Baptistas, que nas duas épocas transactas venceu o Campeonato Angolano de Motocross, prova sob égide da Federação Angolana de Desportos Motorizados, enriqueceu a sua folha de serviço ao lograr a consagração do seu primeiro título do Provincial de Luanda de forma antecipada na presente época do CPML, competição considerada a mais renhida do território nacional.