Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Associados abordam GP Lunda-Sul

Hélder Jeremias - 09 de Maio, 2013

Cidade de Saurimo volta a acolher uma prova de motocross com os melhores pilotos do país

Fotografia: Jornal dos Desportos

A direcção da Associação Provincial de Motocross de Luanda reúne-se nos próximos dias com pilotos, responsáveis de equipas e associados para abordar aspectos em torno da realização do Grande Prémio Lunda-Sul, agendado para 25 do corrente em Saurimo. A informação foi avançada ontem ao Jornal dos Desportos pelo presidente da colectividade, Alfredo Pitra.

O responsável associativo informou que o Governo Provincial da Lunda-Sul, à semelhança do que aconteceu em 2012, contactou a sua instituição a fim de organizar uma prova de motocross enquadrada nas comemorações do dia da cidade de Saurimo. Alfredo Pitra afirmou que a associação está preparada para a organização do evento e aguarda apenas pela confirmação das autoridades da Lunda-Sul, que deve acontecer antes do fim-de-semana.

O responsável da Associação de Luanda acrescentou que, quanto mais cedo houver a confirmação, mais tempo vão ter para activar as acções de viabilização do certame. Pitra mostrou-se confiante no sucesso do GP Lunda-Sul, a julgar pela “forma bem organizada como decorreu a prova do ano passado”. O dirigente referiu-se também à disponibilidade do Foverno da Lunda-Sul na criação de condições necessárias, além da província contar com um circuito bem estruturado.

“Depois da bem-sucedida prova que proporcionámos ao público da Lunda-Sul no ano passado, estamos crentes que as coisas vão ser ainda melhores este ano, depois das promessas das autoridades locais em disponibilizar o necessário. No entanto, aguardamos pela confirmação final de modo a deitarmos mãos à obra”, disse Alfredo Pitra.

Uma equipa de técnicos da Associação de Luanda deve deslocar-se a Saurimo nos primeiros dias da próxima semana para orientar os trabalhos de melhoria da pista, boxes, áreas de serviço e na criação de condições condignas para a caravana de associados de Luanda.

Alfredo Pitra reiterou a disponibilidade da Associação em realizar provas em todas as localidades do país, desde que os convites sejam sustentados com as condições necessárias, uma vez que a realização de provas de motocross implica a movimentação de um elenco composto por pilotos, técnicos, dirigentes e meios.

PROVINCIAL
Zé Cazenga volta às vitórias

O tricampeão provincial de motocross de Luanda na categoria dos 250cc, Zeferino Fernandes “Zé Cazenga” exteriorizou a sua alegria por voltar às vitórias na terceira jornada do Campeonato Provincial, realizada sábado último no circuito internacional Jorge Varela, depois de perder nas duas primeiras para o piloto do Team Sistec, Custódio Adão “Toito”.

Os maus resultados obtidos na primeira e segunda jornadas, de acordo com o Zé Cazenga, estiveram ligados ao mau estado técnico da moto e à falta de adaptação à nova máquina. Superado este último problema, Zé Cazenga afirma que mantém os índices de confiança em conservar a hegemonia na presente época desportiva.

“No princípio, fui mal sucedido, porque não tinha uma moto compatível. Hoje, os maus resultados fazem parte do passado e os meus adversários vão ter de dar o litro para me vencer”, garantiu o piloto O tricampeão reconheceu a margem de progressão dos demais concorrentes e já elaborou um programa de treinos para os próximos desafios. A par do “Provincial” de Luanda, Zé Cazenga procura afirmar-se num dos campeonatos sul-africanos de motocross.

Depois de no ano passado ter defendido as cores da Trevo Tech, Zé Cazenga está em negociações com uma nova equipa, ao serviço da qual espera exibir-se em todos os circuitos do país e arrebatar o maior número de troféus.
HÉLDER JEREMIAS