Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Associados afastam Apol da presidncia

Rosa Napoleo - 03 de Março, 2020

Fotografia: Edies Novembro

O presidente da Federação Angolana de Judo, Paulo Emílio Nzinga "Apoló", eleito em 2016 para governar os destinos da modalidade, foi destituído do cargo, pela maioria dos associados, acto que aconteceu no sábado, na Cidadela Desportiva, em Luanda. Apoló foi afastado com 14 votos a favor e um contra.
Os associados de Cabinda, Zaire, Bié, Namibe, Bengo, Huambo, Benguela, Cuanza - Norte, Lunda - Sul, Cuanza - Sul, Cuando Cubango, Malanje, Uíge, Huíla e Luanda justificaram como razão da destituição,  a indisponibilidade da direcção em realizar a Assembleia Geral de prestação de contas. A magna reunião registou adiamentos sucessivos, desde o ano passado.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, Pedro Junqueira, vogal da Comissão de Gestão, referiu ser esta uma atitude correcta, uma vez que todos estavam cansados dos problemas que o judo acumulava nos últimos tempos. "É triste o ponto em que atingimos. Todos amamos o judo e trabalhamos por amor. Não podemos consentir que alguém nos impeça de levar  isso àvante. Temos fé, que daqui para frente, as coisas irão melhorar".
No final do encontro, os presentes decidiram constituir uma Comissão de Gestão, para conduzir a modalidade até à altura das eleições. Casimiro Carlos recebeu 13 votos para ficar na direcção da comissão. O mesmo será coadjuvado por Antónia de Fátima "Faia", António Cambuia, Pedro Hebo e Yuri Vilarigues.
Dos órgãos superiores do desporto nacional, testemunhou a reunião, Mário Rosa, do Comité Olímpico Angolano (COA) e um representante do Ministério da Juventude e Desportos.