Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Associados afloram aspectos técnicos

Helder Jeremias - 28 de Outubro, 2016

Aspectos em torno da realização do prova de velas guardas e kupapatas, agendada para o dia 12 de Novembro

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os meandros sobre a realização do Grande Prémio "Independência Nacional", marcado para dia cinco do próximo mês no Cuanza Norte, constituem o enfoque dos temas de abordagem da reunião técnica entre os corpos sociais da Associação Provincial de Motocross de Luanda, a ter lugar amanhã à tarde, na sua sede, localizada no circuito internacional, Jorge Varela.

A disponibilidade dos troféus, prémios para três primeiros classificados de cada categoria (250cc, 150cc  moto 4), constam do pacote de informações a serem pormenorizadas, numa altura em que os técnicos especializados na manutenção de circuitos estão de malas aviadas com destino ao Cuanza Sul.

Durante o conclave, orientado pelo presidente de direcção, Carlos Soweto, e o presidente da mesa de assembleia-geral, Júlio Quental, os efectivos do órgão reitor também vão aproveitar as questões mais preocupantes sobre a desenvoltura edição 2016 do Campeonato Provincial, no que tange aos regulamentos e perspectivas para a época 2017.

Aspectos em torno da realização do prova de velas guardas e kupapatas, agendada para o dia 12 de Novembro no circuito Jorge Varela também serão passados em revista na reunião que vai ser antecedida de uma sessão de treinos livres de antecâmara ao Grande Prémio da Dipanda.

Carlos Soweto garantiu à reportagem do Jornal dos Desportos que, do ponto de vista administrativo, tudo está a ser feito para que todos os antigos piloto que ainda se apresentam em condições físicas para manusear uma motorizada, façam parte do prova de velhas guardas, ao passo que quem os demais deverão agraciar o certame com a simples presença na plateia.

"Uma das grandes vantagens é o facto da maioria de antigos pilotos estar sempre ligada à modalidade, o que permite um contacto facilitado sempre que surjam iniciativas do género. Contudo, existem alguns que, por imperativos de ordem profissional ou de outra natureza, encontra-se mais distanciados, motivo pelo qual temos pessoas encarregadas de procurá-los para que possam estar presentes nesta festa", informou Carlos Soweto.