Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Associao da Hula apura fundistas

Gaudncio Hamelay-Lubango - 07 de Dezembro, 2019

Fotografia: Edies Novembro

A Associação Provincial de Atletismo da Huíla (APAH) agenda para hoje, a partir das 07h00, uma prova de apuramento para a 64ª edição da tradicional corrida internacional de fim -de -ano, a São Silvestre de Luanda, numa distância de oito quilómetros.
 O tiro de larga acontece na localidade das três pontes, arredores da cidade do Lubango, província da Huíla, com a chegada defronte à Administração da centralidade da Quilemba.
 Fundistas do Clube Recreativo e Desportivo da Chibia, Clube Desportivo da Huíla, Sport Lubango e Benfica, Interclube da Huíla, Assessoria Jamba Sport, Núcleo da Saúde e o Clube Ferroviário da Huíla, num total de 120, participam, hoje, na prova de apuramento.
 Augusto Diogo “Seco”, coordenador técnico da Associação provincial de Atletismo da Huíla, confirmou, ontem, que vão promover uma prova de estrada para definir os corredores de clubes locais, com vista à corrida de São Silvestre, numa distância não seja superior a 8 kms. “Vamos partir nas três pontes e cortar a meta defronte à Administração da centralidade da Quilemba”, confirmou.
 Augusto Diogo “Seco” solicitou a comparência massiva dos atletas federados dos clubes locais, populares, paralimpicos que vão ser apurados, quer para a corrida da São Silvestre nacional, assim como a local. “Convido a participação, ao máximo, de todos para que a prova venha ser mais competitiva”, apelou.
 Nesta altura, disse Augusto Diogo “Seco”, os corredores huílanos estão na recta final de preparação para a corrida de fim -de -ano, denominada São Silvestre de Luanda que sai às ruas, no próximo dia 31 deste mês.
 Nesta perspectiva, o coordenador técnico da Associação de atletismo da Huíla espera que na prova de hoje, participem o maior número de atletas e que haja mais competitividade, entre os escalões seniores, por serem os que vão ser apurados para a representar os clubes da Huíla, na prova de fim -de -ano. 
Seco destacou, que a prova disputada na semana passada, referente 4ª jornadas do campeonato provincial de corta-mato, contou com a maior participação. “É de louvar que no corta mato, os clubes estão apostados em massificar a modalidade. O maior número de atletas que competiram na 4ª jornada, foram da faixa etária dos 15 anos para baixo”, sublinhou.
Actualmente, anunciou Augusto Diogo “Seco”, a Associação controla mais de 700 atletas, em todos os escalões, desde benjamins aos seniores, em ambos sexos.