Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Associao de Luanda elege nova direco

Helder Jeremias - 14 de Março, 2020

Associados confirmam hoje novo presidente de direco da Associao de Luanda

Fotografia: Edies Novembro

O motocross luandense dá hoje início à nova etapa do seu historial, quando os associados se reunirem, a partir das 16h30, na sede social,  em Assembleia-Geral ordinária para abordar a eleição dos corpos gerentes da Associação Provincial para o ciclo olímpico 2020-2024.
A lista única é encabeçada por Osvaldo Gouveia, que assumiu os destinos da modalidade, após a destituição da direcção liderada pelo ex-campeão provincial, Carlos Soweto. Nas vestes de coordenador da comissão de gestão, Gouveia conseguiu levar a bom porto os desafios a si confiados. Por esse motivo, conquistou a simpatia da grande parte dos associados, mormente pilotos e dirigentes das equipas.
Osvaldo Gouveia era até então um ilustre desconhecido. Começou a dar cartas no dirigismo desportivo com a criação de uma modesta equipa, cujos resultados desportivos nunca tiveram grande expressão na tabela de classificação.  O projecto viveu o pior momento, quando um dos pilotos promissores perdeu a vida em consequência de um aparatoso acidente.
Talhado para o dirigismo desportivo, o candidato único ao cadeirão máximo da Associação de Luanda aceitou o convite para ocupar o cargo de coordenador-adjunto da Comissão de Gestão, na altura, liderada por Carlos Moreira, uma personalidade que se destaca nas lides do motocross no município de Viana.
Depois de Carlos Moreira afastar-se da Comissão de Gestão por alegadas incompatibilidades, Osvaldo Gouveia assumiu o pesado \"fardo\". Grande parte dos associados não acreditou na  competência do jovem para assumir a responsabilidade. Felizmente, a veia de dirigente foi colocada à prova com sucesso. Os resultados revelaram-se numa antecâmara para os desafios que vai ter de enfrentar, caso lhe seja confirmado o voto de confiança.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, Osvaldo Gouveia garantiu trabalhar em sintonia com todas as estruturas do motocross. O diálogo é a bandeira eleita para a busca da solução das questões prementes. A estratégia assente na formação, criação de condições técnicas e administrativas que permitam desenvolver o desportos em toda a dimensão provincial.
Osvaldo Gouveia vai ter como vice-presidente de direcção, o ex-campeão provincial, Zeferino Fernandes \"Zé Cazenga\", cuja trajectória desportiva lhe confere o estatuto de piloto mais titulado. No histórico, Zeferino Fernandes conserva a instrução recebida de Jorge Varela \"Jorginho\" no início da carreira.
Para as questões administrativas, Manuela Carlos Munhongo vai exercer as funções de Secretária-geral e Guilherme Arsénio é candidato a vogal de direcção.
Na constituição orgânica destaca-se ainda o presidente da Mesa da Assembleia-Geral, Paulo  Norandin Vieira Dias, o vice-presidente da Mesa,  Pio Higino Gervásio, e o secretário da Mesa, António Paulo José Tomás.
O Conselho fiscal vai ser presidido por Álvaro Calado Miúdo, coadjuvado pelos vogais Adão Graça e Manuel Chilola.
\"Procuramos formar um elenco constituído por pessoas comprometidas com o bem do motocross, de maneira que estamos encorajados pelo apoio moral da massa associativa. Trata-se de uma modalidade muito específica e que exige grande entrega e profissionalismo. Daí que procuramos unir o útil ao agradável, dar primazia ao trabalho em prol do desenvolvimento do motocross e não ligar às querelas. A desunião na classe comprometem os objectivos desportivos\", frisou Osvaldo Gouveia.