Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Atiradores afinam fosso do Clube de Benguela

Helder Jeremias - 06 de Maio, 2017

Atiradores afinam fosso do Clube de Benguela

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os atiradores nacionais residentes das províncias de Benguela juntam-se amanhã, a partir das 09h00, nas pranchas do fosso olímpico do Clube de Tiro Caça e Pescas de Benguela, para a realização de uma sessão de treinos livres, em antecâmara à disputa da quarta jornada do Campeonato Nacional, remarcada para os dias 13 e 14 naquele local.

Organizado pelo Clube de Tiro Caça e Pescas de Benguela, a quarta contagem nacional está a ser aguardada com elevado entusiasmo, por parte dos homens das espingardas afectos às distintas equipas nacionais, pelo facto de ser o primeiro certame que  o novo campo de tiro do clube da cidade das acácias rubras acolhe, muito embora, a data do certame sofresse adiamento, em virtude do excesso de água nas vias de acesso.

O secretário-geral do Clube benguelense, João Peralta, está empenhado na criação de condições para que os atiradores e membros das equipas participantes sejam bem acolhidos, em terras de Ombaka, numa altura em que as vias de acesso já estão livres das inundações que as fortes quedas fluviométricas originaram naquela região do país. 

Referenciadas entre as melhores instalações desportivas ao nível do continente berço, o Campo de Tiro de Benguela vai receber nos próximos dias os especialistas da Federação Angolana de Tiro, para procederem as afinações das novas máquinas, de maneira que o desempenho de cada um dos concorrentes não seja condicionado por questões técnicas.

Os atiradores residentes na capital têm sessões de treino no campo do Interclube, localizado na zona do Tanque Serra e no Regimento de Defesa Antia-Aérea Nacional, localizado no bairro do Cantinton, ao passo que na província da Huila estão disponíveis os fossos do Clube Socolill, localizado nos Gambos e no campo  Nossa Senhora do Monte, propriedade do Clube de Tiro e Caça de Benguela.

Os atiradores Jorge Perestrelo, Francisco Gastão, Ricardo Lopes, Hírio Baião, Paulo Silva, Paulo Guga, Tiago Silva, entre outros nomes do mais fino crivo de atiradores, estão crentes numa presença auspiciosa em Benguela, razão pela qual as duas semanas que antecedem o certame são preenchidas, com um programa rigoroso.

O secretário-geral da Federação, Humberto Jorge, acredita que a prova de Benguela vai \"abrir uma nova época no historial do tiro nacional, dado o forte investimento que o clube local está a  fazer nos últimos tempo, com o intuito de devolver a grande vitalidade que a modalidade sempre teve naquela província\".