Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Atiradores atarefados para o GP da Força Aérea

Hélder Jeremias - 19 de Janeiro, 2014

O torneio

Fotografia: Jornal dos Desportos

O evento, que todos os anos marca a abertura do campeonato nacional de Fosso Olímpico, está a ser preparado com muita acutilância pela equipa da Força Aérea Nacional e da Federação Angolana de Tiro. As duas instituições pretendem proporcionar as melhores condições aos atiradores.

Durante a reunião dos corpos sociais da federação, dirigida por Afonso Hanga, que também é responsável máximo do clube da Força Aérea Nacional, foram garantidos os meios logísticos e de acomodação para os três dias de competição.

De acordo com o vogal da direcção da federação, Humberto Jorge, no encontro "foram afloradas questões ligadas ao regresso de Angola aos campeonatos africanos", e consequente apuramento para a próxima edição dos Jogos Olímpicos, depois de ausência por razões técnicas.

Humberto Jorge mostrou-se muito "optimista quanto à concretização dos objectivos", com base no empenho particular do presidente da federação, que empreende nova dinâmica no tiro aos pratos. Afonso Hanga estabeleceu nas suas linhas de força dotar o campeonato nacional de Fosso Olímpico de maior competitividade e a aproximação dos clubes aos órgãos de comunicação social.

"Tivemos um encontro muito produtivo com o presidente", disse Humberto Jorge.