Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Atiradores da capital afinam pontaria

22 de Julho, 2013

“As infra-estruturas representam a base para o desenvolvimento do desporto, por isso, estamos satisfeitos por termos este campo

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os atiradores de Luanda juntaram-se ontem no campo de tiro do Regimento de Defesa Antiaérea, localizado no bairro Cantinton, para a realização de uma sessão de treinos livres com vista à disputa da sexta jornada do Campeonato Nacional de Fosso Olímpico, denominado Grande Prémio 1º de Agosto, a ter lugar de 26 a 28 do mês em curso na província da Huíla. Composto por dois fossos olímpicos, um automático e outro manual, o campo de tiro pertencente à equipa da Força Aérea Nacional está disponível para todos os atiradores inscritos no “nacional”, quer sejam individuais quer filiados nos clubes inseridos na competição. O secretário-geral da Federação Angolana de Tiro, Adelino Chaves, na qualidade de responsável pela referida infra-estrutura, felicitou a direcção do 1º de Agosto por ter transferido as máquinas que se encontravam no campo do complexo Miramar para o Clube de Tiro e Pescas do Lubango. Adelino Chaves reiterou, por outro lado, o empenho da federação no sentido de implantar novos fossos olímpicos em várias regiões do país, tal como consta nas linhas de força da direcção liderada pelo general Afonso Hanga, cujo objectivo passa pelo regresso da Selecção Nacional aos Jogos Pan-africanos e consequente apuramento aos Jogos Olímpicos de 2016. “As infra-estruturas representam a base para o desenvolvimento do desporto, por isso, estamos satisfeitos por termos este campo da Força Aérea e contarmos com melhores condições no Clube de Tiro e Pescas do Lubango, depois de ficarmos privados das instalações no Miramar. Os atiradores estão animados e a federação vai procurar colaborar ao máximo, para que mais campos sejam construídos”, disse. Hélder Jeremias