Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Atletas de outras modalidades inspiram Federer

28 de Dezembro, 2014

Atletas de outras modalidades inspiram Federer

Fotografia: AFP

Considerado por alguns como o melhor jogador de ténis da história, o suíço Roger Federer  inspira-se em grandes nomes de outras modalidades para permanecer em alto nível. Depois de uma época discreta em 2013, ele retomou o sucesso e encerrou o ano 2014, como número dois do mundo.

“Uma vez que atingi certo nível, passei a observar outros atletas, como Michael Jordan, Tiger Woods, Valentino Rossi e Michael Schumacher, pessoas que se destacaram por tanto tempo. Você se pergunta: ‘Como eles fizeram isso?’ Foram a inspiração para continuar a trabalhar duro”, disse Federer à BBC. Dono de 17 Grand Slams, um recorde, o suíço é o jogador com mais semanas na liderança do ranking mundial (302). Em simples, ele contabiliza 82 títulos e 42 vice-campeonatos. Desde 2001, ano em que ganhou o seu primeiro campeonato, foi campeão em todas as épocas.

“Eu percebi rapidamente que é totalmente diferente vencer algo pela primeira vez e depois ter de voltar no ano seguinte para defender o título”, declarou Federer, dono de sete troféus do tradicional torneio de Wimbledon (2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009, 2012).

Em 2014, ano em que completou 33 anos, ele foi jogador que mais ganhou partidas no Circuito da ATP (73). Federer acabou como campeão em Basel, Halle e Dubai, além dos Masters 1000 de Xangai e Cincinnati. Pela primeira vez na carreira, ainda ganhou a Taça Davis com a equipa suíça.

“Sou definitivamente afortunado por sempre jogar na quadra central e geralmente no horário nobre. Honestamente, devo dizer que não sei se ainda estaria a jogar se me colocassem na quadra quatro todos os dias. Seria difícil para mim, depois de ter jogado em tantas quadras maravilhosas pelo mundo”, afirmou.