Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Atletas estrangeiros chegam hoje

29 de Dezembro, 2014

Últimas delegações estrangeiras chegam amanhã com o desembarque de atletas portugueses e quenianos

Fotografia: José Soares

A cidade de Luanda, palco da 59ª edição da corrida de fim de ano São Silvestre, marcada para 31 do corrente, recebe hoje 66 dos 80 corredores estrangeiros que se inscreveram. Os atletas começaram a chegar ontem, tendo sido a representação da República Democrática do Congo a primeira a desembarcar no país.

De Portugal, chegaram três técnicos convidados pela organização, segundo Adriano Nunes, director de prova. Tinham também chegada prevista para ontem os corredores de São Tomé e de Cabo Verde. Entre os que chegam hoje realce para os 25 quenianos e 28 etíopes. Estão ainda incluídos os brasileiros (4), eritreus (2), namibianos, cabo-verdianos e ugandeses. 

Para amanhã está prevista a chegada dos últimos corredores estrangeiros. As delegações de Malawi, Lesotho e Portugal desembarcam, tal como os últimos quatro quenianos. O Kabuscorp do Palanca traz a esta edição seis corredores quenianos. Contudo, a equipa de Bento Kangamba não anunciou  ainda a data de chegada.

Bento Kangamba traz Alex Korio e Stephen Kosgei. As escolhas dos atletas resultam dos resultados obtidos na última São Silvestre de Luanda (2012) e da meia maratona de Luanda. Os atletas são favoritos à conquista da prova. A São Silvestre de Luanda vai correr sem os campeões da edição anterior, Stanley Biwot e Priscah Jeptoo, mas com cerca de 1.500 corredores que estavam confirmados, até ontem, conforme Adriano Nunes.

“Temos cerca de 1.500 inscritos, mas não contabilizamos ainda as inscrições feitas nas lojas da NCR que colaborou connosco, neste processo”, disse.
A prova vai ter apadrinhamento de Ernesto José, medalha de Ouro dos II jogos da África Central, disputados em Angola no ano de 1981 e tem a particularidade de ter o tiro de largada às 18h00, uma hora mais tarde que o habitual, no Largo da Mutamba.

CORREDORES
RECEBEM KITS

Os corredores angolanos inscritos na 59ª edição da corrida de fim de ano, São Silvestre, começaram ontem a receber os respectivos kits de participação, na Cidadela Desportiva, no espaço adjacente à sede da Federação Angolana de Atletismo (FAA). No acto, os corredores estão a ser submetidos a um rastreio para avaliar a sua condição de participação na prova. Após o rastreio, basicamente composto por exame de tensão arterial e conselhos úteis, os corredores assinam um termo de responsabilidade e recebem uma mochila que contem uma tshirt, boné e dorsal.

AVALIAÇÃO
Percurso recebe última vistoria


Equipas técnicas do Governo Provincial de Luanda (GPL) e da organização da prova fazem hoje, no princípio da noite, a segunda vistoria ao percurso da 59ª edição da São Silvestre de Luanda. É o dia do tudo ou nada. Sem mais tempo para a realização de grandes intervenções, o GPL e a organização vão à última constatação ao percurso com o sentimento de dever cumprido.

Na verdade, numa viagem pelo percurso da prova, efectuada pela nossa equipa, apercebemo-nos de que o fundamental estava feito. Algumas viaturas paralisadas devem ser ainda removidas pelos proprietários. O percurso está iluminado, com sarjetas tapadas e nalgumas partes a sinalização já é visível.

Está quase pronto. A vistoria de hoje pode culminar com a declaração final da sua prontidão para a prova  como estão todos os segmentos que concorrem para o sucesso da corrida angolana. O tiro de largada vai ser dado no Largo da Mutamba,  os atletas seguem em direcção ao Largo Serpa Pinto, Largo da Maianga, Avenida Revolução de

Outubro, Avenida Ho-Chi-Minh, Largo das Heroínas, Largo 1º de Maio, Avenida Alameda Manuel Van-dúnem, Largo do Kinaxixe, Rua da Missão, Rua Cirilo da Conceição, Avenida 4 de Fevereiro, toma o sentido do Largo do Baleizão e segue a Rua Manuel Caldeira até chegar ao Estádio dos Coqueiros, perfaz dez quilómetros de percurso.         
SILVA CACUTI


AVALIAÇÃO
Adesão limitada quebra corrida


A participação da classe feminina na “Corrida da Família” foi muito limitada, na prova realizada sábado último, entre o Porto de Luanda e Largo do Baleizão, num percurso de quatro quilómetros, na antecâmara da 59ª edição da São Silvestre de Luanda. Por essa razão, os participantes apelaram à adesão de mais senhoras nas próximas edições.

Em declarações à imprensa após o término da corrida, as atletas provenientes da cidade de Caxito, Duduvina Lopes e Cecilía Lopes, estudantes da Escola de Formação de Professores Kimamuenho, mostraram-se alegres por terem participado pela primeira vez na prova. As duas jovens concordaram que a prática do desporto beneficia a saúde e também contribui para o bem-estar físico.

Manuel Germano e José Carlos afirmaram que a prática do desporto proporciona condições para os jovens se livrarem do álcool e da delinquência juvenil. A corrida de final do Ano, a São Silvestre de Luanda, vai decorrer no dia 31 de Dezembroi em Luanda, a partir das 18h00.