Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Atletas mostraram sentido patritico

26 de Março, 2015

Como do conhecimento, quando a seleco convocada por lei, tem ajudas dirias quer durante os dias de treinos no pas

Fotografia: Jos Cola

As jogadoras da Seleco Nacional snior feminina de andebol tiveram sentido patritico durante o torneio pr-olmpico, ao receber valores mais baixos do que o habitual, dada a actual situao financeira que o pas vive, disse tera-feita, em conferncia de imprensa, o presidente da Federao, Pedro Godinho.

 Devido o actual momento financeiro, as atletas foram informadas que iam receber, quanto aos prmios dirios, um valor (no especificado) inferior ao habitual, mas ainda assim mostraram prontamente a sua disponibilidade em honrar as cores nacionais, revelou o Presidente da Federao Angolana de Andebol (FAAND), Pedro Godinho, quando fazia o balano da prova, na Galeria dos Desportos.

Eu pessoalmente falei com a capit da seleco e expliquei o que se passava e ela por sua vez passou a mensagem s  colegas que prontamente aceitaram o valor que ns tnhamos para pagar, isso mexeu comigo porque senti uma grande fora de vontade por parte delas argumentou.
Como do conhecimento, quando a seleco convocada por lei, tem ajudas dirias quer durante os dias de treinos no pas quer no estrangeiro e desta vez no fugiu regra, infelizmente, agora com valores reduzidos frisou.

Angola venceu no ltimo jogo do torneio pr-olmpico, disputado no Pavilho da Cidadela Desportiva, em Luanda, sua congnere da Tunsia, por 26-23 (10-12 ao intervalo), que lhe garantiu o apuramento pela sexta vez aos Jogos Olmpicos. Ao servio da seleco nacional estiveram as seguintes atletas: Teresa Almeida, Rissia Oliveira, Liliana Venncio, Marta dos Santos, Juliana Machado, Elizabeth Cailo, Lurdes Monteiro, Isabel Guialo, Delfina Mungongo, Matilde Andr, Natlia Bernardo, Azenaide Carlos, Ivete Simo, Wuta Dombaxe, Lizandra Salvador, Maria Pedro, Lusa Kiala.