Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Augusto Congo augura pódio

Helder Jeremias - 14 de Junho, 2016

Associação de Luanda canaliza recursos materiais para a realização de mais uma jornada do motocross

Fotografia: Jornal dos desportos

Com olhos postos no pódio, Augusto Congo projecta mais uma vitória no campeonato provincial de motocross de Luanda. Depois de vencer a quarta jornada da categoria rainha, o piloto individual trabalha no ginásio para subir ao lugar mais alto do pódio da quinta jornada dos 250cc a disputar-se no próximo sábado, a partir das 13h00, no circuito Jorge Varela, ao bairro do Gamek.Com vantagem apertada na tabela de classificação, Augusto Congo pode sentir a pressão de Zé Cazenga, então líder à entrada da jornada anterior. O piloto do Team Orbel está empenhado em resgatar o lugar de honra da tabela de classificação e proporcionar a alegria aos adeptos. Por outro lado, pretende desenhar o caminho para a vitória no final da época, quando a competição faz disputar a metade de provas.

A caminhada para o título exige sacrifícios e muitas orações a Zé Cazenga. O vice-líder reconhece que a progressão dos adversários directos, como Augusto Congo, Garcia Silva, Etelvino Sebastião e o seu colega de equipa, Ricardo Jorge, está a colocar em causa a pretensão do resgate do título perdido na época passada a favor de Custódio Neto "Toíto".Aos Comandos de uma Suzuki 250, Zé Cazenga evidencia grande maturidade competitiva, mas a destreza de Augusto Congo com a KTM e Garcia Silva no manejo de uma Kawazaki não tem permitido momentos de tranquilidade ao piloto do Team Orbel.

Com Custódio Neto, maior adversário no ano passado, a protagonizar piores exibições, Zé Cazenga sente-se também livre de Yane Oliveira, piloto do Team Kawashi da Lunda Sul. O último está acossado de uma lesão no pulso esquerdo e cumpre três meses de recuperação. A ausência dos dois fortes concorrentes tornaram no Augusto Congo o principal adversário de Zé Cazenga. O piloto individual tira proveito e impõe-se com eficiência na tabela de classificação.

Um outro nome em crescimento é o de Ricardo Jorge. O piloto do Team Orbel apresentou bom desempenho nas duas últimas provas, depois de se recuperar do paludismo. Na terceira e quarta jornadas, o colega de Zé Cazenga terminou no pódio, o que acende a luta pela liderança na segunda metade da competição.Recorda-se que Ricardo Jorge terminou na terceira posição em 2015. Na presente época, teve um início pouco conseguido, marcado por debilidades físicas decorrentes do paludismo.

Em declarações ao Jornal dos Desportos, os pilotos primam por um discurso cauteloso, mas com a intenção de "lutar para somar o maior número de pontos", sempre com o devido respeito pelo adversários."Cada um de nós tem o seu potencial para lograr o título", apregoam os concorrentes.  Para facilitar a pretensão dos candidatos, a direcção da Associação Provincial de Motocross de Luanda e parceiros trabalham na canalização de recursos para dar início aos trabalhos de manutenção do circuito Jorge Varela. A labuta começa na próxima quinta-feira.

MOTOCICLISMO
Zé Cazenga vence no Supermoto


Em dia de muita emoção, Zeferino Fernandes acelerou forte e venceu a terceira jornada do Campeonato Angolano de Supermoto, disputado no último domingo no circuito Arena Multiparques, em Viana. O piloto do Team Orbel arredou para lugares abaixo Adilson Pinto e Adam Mahrok.Endiabrado desde o início da corrida, Zé Cazenga não deu tréguas aos principais adversários, como Hélder Coelho que, à entrada da prova, era o potencial candidato à vitória. O também experiente piloto de motocross venceu a primeira manga da prova, seguido de Adam Mahrok e de Adilson Pinto.

Na segunda manga, Zé Cazenga contentou-se com o segundo lugar. A fúria de Tady Madaleno foi maior e chamou a si a vitória. Para completar o top-3, Adilson Pinto voltou a fechar a lista.Com maior pontuação no cômputo das duas mangas, Zé Cazenga subiu ao pódio mais alto com 45 pontos, que o catapultaram para a sexta posição da tabela geral de classificação. Adilson Pinto coleccionou mais 32 pontos e Adam Mahrok, 31.

A nota de destaque da prova é a vitória de Tady Madaleno na segunda manga. O piloto do Team Mercenários havia quedado na décima posição na primeira manga. Com 25 pontos amealhados na prova, aconchega-se na quinta posição da tabela geral com 35 pontos. Depois de cumprir uma pausa forçada pela fractura da clavícula na primeira jornada e quedar-se na quarta posição no Grande Prémio de Benguela, Tady Madaleno evidencia boa recuperação.Em declarações ao Jornal dos Desportos, Tady Madaleno assegura que vai procurar corrigir os erros para recuperar os pontos.

"Trabalhei para alcançar um resultado condigno; dei o melhor de mim. Não estive muito bem na primeira manga, mas melhorei bastante na segunda. Por isso, o resultado foi justo. Daqui em diante, vou procurar corrigir as possíveis falhas para continuar a recuperar pontos", perspectivou.Sem subir ao pódio, Hélder Coelho mantém a liderança da Supermoto. Vuty amealhou 26 pontos resultantes de dois quartos lugares. As vitórias nas quatro primeiras jornadas deram-lhe consistência para liderar com muita folga. Ainda que não ganhe a próxima corrida, vai comandar a tabela.Na classificação geral, o piloto do Team Mercenários, Vuty, ocupa a primeira posição com 100 pontos, seguido de Miguel Ângelo e Victor Barros, ambos com 56 pontos.

VELOCIDADES
Equipas preparam
GP Cuanza Sul


As equipas nacionais desdobram-se na preparação técnica com vista a disputa do Grande Prémio Cuanza Sul de Velocidades, agendado para os dias 26 e 27 do corrente no Autódromo de Belas, em Luanda.Depois da abertura da época, na província do Namíbe, no âmbito das festas da Cidade, as equipas provenientes das províncias de Benguela, Huila, Huambo e Cuanza Sul estão conscientes do desafio a enfrentar no bastião dos pilotos mais aguerridos na velocidade.Para dar a conhecer os meandros do certame, a Federação Angolana de Desportos Motorizados, em parceria com a direcção do Team Cuanza Sul realizam uma conferência de imprensa no dia 22 do corrente, a partir da 10h00 no Centro de Imprensa Aníbal de Melo.

O Jornal dos Desportos apurou junto da organização que os trabalhos de manutenção das zonas de serviços, correcção das falhas mais proeminentes no asfalto, preparação das boxes e bancadas são levados a cabo por técnicos da Federação e proprietários do imóvel.A secretária executiva da Federação, Gerânia Dias, garantiu que "todos os procedimentos técnicos e administrativos estão a ser cuidados para que as estruturas envolventes na realização de um evento sigam à risca os preceitos para o sucesso desejado".