Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Barreiro confiante na filiao na FIA e FIM

Helder Jeremias - 13 de Maio, 2019

Ramiro Barreira participou em representao de Angola

Fotografia: Edies Novembro

O presidente da Federação Angolana de Desportos Motorizados, Ramiro Barreira, está mais confiante na filiação de Angola na Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e na Federação Internacional de Motociclismo (FIM). A confirmação deve acontecer durante a Assembleia Geral das instituições, agendadas para Dezembro próximo em Paris, França.

O dirigente sustenta a confiança com o ambiente favorável com que foi recebido nos últimos Congressos das duas instituições, realizado recentemente em Durban, África do Sul. Ramiro Barreira participou em representação de Angola, na qualidade de uma das candidatas à filiação.Em declarações ao Jornal dos Desportos, Ramiro Barreira informou que recebeu as garantias dos representantes africanos da região. Não obstante as dificuldades económicas e financeiras do país, que reflectem na prossecução do desenvolvimento do automobilismo e motociclismo, os dirigentes africanos prometem apresentar relatórios positivos do trabalho da Federação Angolana de Desportos Motorizados.

Ramiro Barreira agendou deslocações às principais praças do desporto motorizado angolano como a Huíla, Benguela, Namibe e Huambo com o intuito de se informar dos problemas mais candentes que afectam os agentes desportivos. Por outro lado, vai passar em revistas os aspectos atinentes à nova dinâmica desportiva. A colaboração estreita com as associações provinciais e com o Ministério da Juventude e Desportos constam da estratégia de desenvolvimento. Várias equipas e pilotos individuais estão desprovidos de meios para se manterem nas competições com regularidade.

Para o também piloto de automóveis, tudo é uma questão de tempo e “não se deve baixar a cabeça perante as dificuldades"."Para todo o problema existirá sempre uma solução. É algo que não será diferente no desporto angolano. Acreditamos que dias melhores estão por vir”, disse.Entre as modalidades motorizadas praticadas no país, o motocross é a que está parada, depois de duas edições consecutivas do Campeonato Angolano. A Federação não tem as condições de organizar a prova na presente época. A Associação Provincial de Motocross de Luanda está remetida ao silêncio total.O Campeonato Angolano de Rali já fez disputar duas jornadas. O mesmo sucede com os Campeonatos Angolanos de Karting, Supermoto e de Velocidades.