Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Basquetebol feminino começa com vitória

10 de Setembro, 2015

Crianças de todo o país vão beneficiar de melhores técnicas de aprendizagem de xadrez

Fotografia: Jornal dos Desportos

A selecção nacional sénior feminina de basquetebol venceu ontem a Argélia, no Ginásio Makelekele, por 61-51, em jogo da primeira jornada do grupo B dos Jogos Africanos que decorrem no Congo - Brazzaville.  A extremo Ana Gonçalves foi a melhor cestinha da partida com 14 pontos. Integram igualmente o grupo B as selecções da Costa de Marfim, Senegal e Gabão.

ITALEE LUCAS
FORA DO CINCO

A base do Interclube, Italee Lucas, está fora da selecção nacional sénior feminina, que participa desde ontem no torneio de basquetebol dos Jogos Africanos de Brazzaville, devido à situação administrava. Em declarações à imprensa angolana, a coordenadora da equipa nacional, Gina de Carvalho, informou que aguardam autorização da Federação Internacional de Basquetebol Associado (FIBA), após a jogadora de origem norte -americana ter adquirida a nacionalidade angolana. O facto de Italee ter alinhado pelo seu país de origem, nos escalões de formação, obriga-se a uma autorização da instituição reitora do basquetebol mundial, de acordo com a responsável.

STREET BASKET
Hélcio Francisco representa o país


A bandeira de Angola esvoaçou em Istambul, capital da Turquia, no final do mês passado. Hélcio Francisco deixou a marca do basquetebol angolano, na sexta edição do Street Basket World (basquetebol de rua), competição inserida no Red Bull King of the Rock. O base da equipa de basquetebol do Progresso do Sambizanga, representou o país, na qualidade de segundo classificado do Street Basket Angola, realizado na Baía de Luanda, no ano passado.

O jovem de 28 anos de idade e 1,80m de altura, o primeiro representante do país, juntou-se a três outros africanos, mormente, um tunisino e dois sul-africanos, na competição que reuniu atletas de 23 países. Pick, como é conhecido nas lides desportivas, assegura que mostrou o basquetebol do país e procurou elevar o nome de Angola ao mais alto nível. “Fiz da melhor maneira possível ao jogar em nome de Angola. Foi uma experiência única e marcante. Cada atleta teve a oportunidade de conhecer um pouco mais do basquetebol praticado noutros países”, disse.

Hélcio Francisco ressaltou que “a experiência foi importante” para a sua carreira e augura que a participação venha despertar interesse à juventude angolana que pratica o basquetebol. No Street Basket Angola de 2016, Pick espera maior número de atletas nacionais participantes, para que a competição mundial possa contar com mais angolanos. A Red Bull Angola é patrocinadora do Street Basket Angola, prova inserida na Red Bull King of the Rock,  tem a parceria da Federação Angolana de Basquetebol. HERMÍNIO FONTES