Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Bolt quer atingir nível de Maradona

17 de Dezembro, 2013

Velocista Usain Bolt deseja ser recordado como uma das grandes lendas do desporto mundial a semelhança do craque argentino

Fotografia: AFP

Usain Bolt manifestou no último final de semana em Buenos Aires, onde competiu com um autocarro, o sonho de chegar ao nível de astros como Maradona, Michael Jordan e Muhammad Ali.Embora tenha conquistado seis medalhas de ouro olímpicas, o jamaicano ainda  se vê num nível mais baixo do que o daqueles astros e, como as atenções estão voltadas para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro  em 2016, sonha sedimentar a sua presença no quadro dos grandes desportistas de todos os tempos.

“O meu objectivo sempre foi ser uma lenda do desporto. A minha missão é manter o status de lenda em cada temporada. Para a próxima, quero baixar os 19 segundos nos 200 metros”, declarou ao jornal “Olé” o velocista jamaicano, pois o seu actual recorde na distância é de 19.9 segundos.

No Rio de Janeiro 2016, Usain Bolt planeia repetir os resultados alcançados em Pequim 2008 e em Londres 2012. “Quero ser o único homem a ganhar os 100 e os 200 metros três vezes seguidas. Esse é o meu objectivo e para isso trabalho”, declarou o atleta, que ainda tem mais dois ouros olímpicos na prova de estafeta olímpica 4x100 metros.Usain Bolt esteve em Buenos Aires onde participou de um evento promocional.

Durante a entrevista ao jornal argentino, foi questionado se já chegou ao nível de Maradona, Jordan, Ali e Michael Phelps e manifestou o sonho de ser recordado no futuro entre os grandes atletas de todas as modalidades.

Quenianos dominam em Lisboa
Os atletas quenianos Asbel Kipsang e Visiline Jepkesho ganharam no domingo a 56.ª edição do Grande Prémio do Natal, realizada nas artérias centrais de Lisboa, entre o Campo Grande e os Restauradores. Kipsang percorreu os dez quilómetros do percurso em 29 minutos exactos, deixando o seu compatriota Robert Kiplagat a 54 segundos.

O melhor português foi Carlos Silva, do GD Reboleira, na terceira posição, com 30m41s. No sector feminino, Jepkesho gastou 33m01s, ganhando com 21 segundos de vantagem sobre Cláudia Pereira, do JOMA, e 53 segundos sobre Ana Ferreira, do Estreito.