Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Boto da locomotiva est accionada

Silva Cacuti - 01 de Abril, 2017

Jorge Abreu, o novo timoneiro do Clube Ferrovirio de Angola

Fotografia: Jornal dos Desportos

Como que da cabine de um maquinista, as orientações de Jorge Abreu, o novo timoneiro do Clube Ferroviário de Angola, fizeram-se ouvir por todo o auditório do salão nobre da sede da agremiação, onde estavam os membros acabados de empossar e convidados. O presidente chamava a atenção aos seus correligionários em relação à responsabilidade que acabavam de assumir.

“Vamos trabalhar, temos a responsabilidade de cumprir o programa a que nos propusemos. Isso vai exigir a paciência, dedicação, trabalho e, fundamentalmente, a harmonia e guiarmo-nos pelos objectivos que nos trouxeram aqui”, disse.

Jorge Abreu explicou que o seu programa de acção assenta em três pilares básicos.

O primeiro, frisou, “tem a ver com a reaproximação do clube e a reintegração no seio dos seus parceiros institucionais de sempre, como são os casos dos Caminhos de Ferro de Luanda, Porto de Luanda e demais empresas afectas ao Ministério dos Transportes”. 

O segundo pilar definido na estratégia, segundo aquele antigo atleta de basquetebol, é o desenvolvimento desportivo, a começar pelas camadas de formação, não só a desportiva, mas principalmente a do homem.

A gestão administrativa e financeira, organizada e rigorosa constitui o último pilar. Jorge de Abreu prometeu prestar as contas de forma regular. Celso Rosa, que tomou posse como presidente da Mesa da Assembleia-geral, disse que o elenco não pode defraudar o clube na sua missão.

“A responsabilidade que temos é grandiosa. Desde a sua tenra idade, centenas de jovens procuram diariamente o nosso clube, na esperança de receberem os ensinamentos necessários e se tornarem atletas de eleição. Não podemos defraudá-los. Esta deve ser a principal meta e a ambição da nossa acção diária”, alertou.

Celso Rosa preside a Mesa da Assembleia-geral, órgão no qual tem a vice-presidência de Lionídio Ceita, enquanto Palmira Barbosa é a secretária.

Na Direcção, Jorge de Abreu tem as vice-presidências de Joaquim Piedade, Luísa Abreu, Lourdes Pereira e Mauro Tumba. Pina de Almeida toma posse como Secretário-geral. Alberto Bengue preside ao Conselho Fiscal, enquanto Estêvão Vicente tomou posse para a presidência do Conselho de Disciplina.

O Ferroviário de Angola foi fundado a 13 de Junho de 1915. É um dos mais antigos clubes existentes no território nacional.