Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Bouchard contrata Sumyk

08 de Fevereiro, 2015

Bouchard contrata Sumyk

Fotografia: AFP

Eugenie Bouchard, número sete do ranking mundial e sem treinador desde o final da época passada, anunciou na sexta-feira que vai passar a ser orientada pelo francês Samuel Sumyk, que trabalhou com Victoria Azarenka até há poucos dias. A canadiana de 20 anos rescindiu com o anterior técnico, Nick Saviano, no final da última época.


ATP 250 QUITO
Thomas Bellucci
joga a meia-final


O tenista brasileiro Thomas Bellucci venceu o espanhol Albert Montañés, por dois sets a zero, com parciais de 6-3 e 7-6(6) e conquistou uma vaga na meia-final do torneio ATP 250 de Quito, no Equador.

O adversário do brasileiro vai ser o dominicano Victor Estrella Burgos, que passou pelo eslovaco Martin Klizan, por 2 sets a 0, com um duplo 6-2. O dominicano enfrentou Bellucci em 2013 e bateu o brasileiro na final do Challenger de Bogotá.

A outra meia-final vai ser entre os espanhóis Feliciano López e Fernando Verdasco. López passou pelo sérvio Dusan Lajovic, por três sets a um, com parciais de 4-6, 7-5 e 6-1. Já Fernando Verdasco venceu o italiano Paolo Lorenzi, por dois sets a zero, com parciais de 6-1 e 6-2.


Portugal vence
nos play- off


A selecção portuguesa feminina de ténis garantiu ontem a permanência no Grupo I da zona Europa/África da Fed Cup, ao vencer os dois jogos de singulares, frente ao Liechtenstein, em Budapeste.

Depois de ter ficado no último lugar do Grupo C, Portugal precisava de vencer o Liechtenstein para não cair no Grupo II e logrou-o após os dois primeiros embates, com triunfos de Maria João Koehler e Michelle Larcher de Brito.

Maria João Koehler superou Kathinka von Deichmann por 6-3 e 6-0, enquanto Michelle Larcher de Brito ganhou a Stephanie Vogt por mais equilibrados 7-6 (9-7) e 7-5.

Desta forma, o embate de pares, no qual Portugal deve apresentar Bárbara Luz e Inês Murta, já não vai ter qualquer influência no desfecho da eliminatória.

A selecção portuguesa garantiu a manutenção no Grupo I da zona Europa/África, no qual permanece desde 2011, enquanto o Liechtenstein caiu para a segunda divisão continental.