Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Branquinho Pina regressa ao Provincial

Helder Martins - 10 de Junho, 2019

Piloto do Team Tita Racing est a dar cartas no Campeonato Angolano de Rali

Fotografia: JOS SOARES| EDIES NOVEMBRO

O regresso às competições do piloto do Team Tita Racing, Branquinho Pina, é encarado como um dos grandes motivos de preocupação entre os principais concorrentes do Campeonato Provincial de Motocross de Luanda, que faz disputar a segunda jornada no dia 15 do corrente, no circuito Jorge Varela, ao bairro do Gamek. O evento comporta as categorias de 150cc, 250cc e 450cc.
Forjado no então Núcleo de Motocross de Viana e breve passagem pela escola do mesmo município, Branquinho Pina é detentor de uma ficha de serviço que lhe confere os atributos para se tornar na maior referência do motocross nacional. Infelizmente, o trajecto tem sido beliscado pela débil gestão do motocross pela direcção liderada pelo ex-campeão provincial de Luanda, Carlos Soweto. O desempenho dessa direcção esteve na base da paralisação da modalidade durante seis meses.
Depois do quarto lugares na época passada, Branquinho Pina encontrou alternativa para a  permanência no activo na presente temporada, através da participação no Campeonato Angolano de Rali Raid/CARR-2019, prova sob auspícios da Federação Angolana de Desportos Motorizados. O evento é organizado pela empresa especializada em competições todo-o-terreno, Ekuipa, que já fez disputar três jornadas com palcos nas províncias de Malanje, Bengo e Benguela.
Apesar de não estar familiarizado em provas de rali, Branquinho Pina conquistou a simpatia dos amantes do rali nacional. A destreza aos comandos da motorizada no peculiar circuito da Baia Azul, em Benguela, o desempenho não menos satisfatório no TT Rotex Dand, Bengo, e uma estreia tímida no TT Calandula, esta última marcou o arranque da presente época em terras da Palanca Negra Gigante e das lindas quedas, ditaram o reconhecimento.
A jovem promessa do motociclismo nacional não abandonou o rali, mas sente-se como “peixe na água”, quando se trata de motocross. Ficou satisfeito ao saber que a modalidade voltou a ser gerida por personalidades abalizadas na matéria. Há uma Comissão de Gestão que garante o  compromisso de manter o espectáculo sobre rodas entre os desportos de maior atracção na praça angolana.
“O meu compromisso é de dar alegria aos meus adeptos. Prometo trabalhar com esmero para obter os lugares cimeiros da tabela classificativa. Não estive presente na primeira jornada, porque tive de cumprir outros compromissos. Agora, estamos a competir no rali, mas o motocross também representa uma das nossas grandes metas. Vamos estar na segunda jornada com toda a força” garantiu o piloto.
A direcção da Associação Provincial de Motocross, liderada pelo ex-piloto, Carlos Soweto, foi destituída no passado dia 25 de Abril pelos associados em virtude dos maus resultados e incumprimento com as contas referentes aos dois anos de mandato. Foi substituída por uma Comissão de Gestão encabeçada por Carlos Moreira, que se destaca na massificação e no desenvolvimento da modalidade no município de Viana.