Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Braços abertos aos desportistas mundiais

Silva Cacuti, Rio de Janeiro - 05 de Agosto, 2016

O

Fotografia: AFP

Nunca a simbologia do Cristo Redentor, uma das maravilhas do mundo, foi tão expressiva como há de ser a partir de hoje. O brasileiro recebe os seus visitantes de braços abertos, de outro modo o símbolo da cidade não os teria abertos e visíveis em grande parte da cidade, sede da 31 edição dos Jogos Olímpicos. O Rio de Janeiro, o Brasil estão em festa!

A cidade maravilha festeja a chegada dos seus hóspedes e hoje é o apogéu da manifestação do carinho dos brasileiros aos milhares de atletas, dirigentes, técnicos e turistas vindos de toda a parte, para o entrudo desportivo que começa hoje e se estende até 21 do corrente.

A cerimónia de abertura começa às 19H15, hora local, 23H15 em Luanda e pretende trazer à memória laivos da história do Brasil com realce à construção da identidade do povo brasileiro, destacando a migração e a miscigenação. Europeus, africanos e americanos vão rever-se na história que juntou, em território brasileiro os indígenas (índios), africanos e portugueses, num processo que se deu entre os séculos XVI ao XVIII.

Uma lista grande de artistas locais e estrangeiros será responsável pela atracção musical. Já são conhecidas as participações de Anitta, Paulinho da Viola, Caetano Veloso, Elza Soares, Ludmilla, Gilberto Gil, Diogo Nogueira, Karol Conka, Wilson das Neves, Zeca Pagodinho, Marcelo D2 e Wesley Safadão.Muitos ritmos vão fazer a trilha sonora da cerimónia: samba, funk, MPB, rap, entre outros.

Estão previstos ainda efeitos especiais, plantação de mudas, voo de uma réplica do avião 14 Bis, escolas de samba, execução do hino nacional com Paulinho da Viola e muito mais.

A organização aponta cerca de 200 mil pessoas envolvidas, das quais 45 mil voluntários. Representações de 206 países. Cerca de 17 mil atletas e oficiais de delegações vão ficar na vila olímpica que tem 31 edifícios e 3.604 apartamentos está localizada na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Conta com ciclovias, áreas de convivência e está integrada ao sistema de ônibus (autocarro) expresso do BRT Transolímpico (via expressa da cidade do Rio de Janeiro). A Vila tem ainda um restaurante de 27.000 metros quadrados, com capacidade para atender 5.000 pessoas ao mesmo tempo.

O presidente Brasileiro Michel Temer vai ter a "palavra" para abrir os jogos, para cumprimento de uma tradição em cerimónias de abertura.

Luisa Kiala entra para a história como a 12ª porta bandeira angolana, depois de Fernando Lopes, 1980 (natação);  Helder Neto, 1988 (judo); Jean Jacques, 1992 (basquetebol); Palmira Barbosa, 1996 (andebol); Nádia Cruz, 2000 (natação); Ângelo Victoriano e  Elisa Torres, 2004 (basquetebol e andebol); João Ntyamba e Filomena Trindade 2008 (atletismo e andebol); Marcelina Kiala e Maria de Fátima "Faia", 2012 (andebol e judo).

DETALHES
O presidente brasileiro Michel Temer ficará na tribuna de honra presidencial, ao lado do presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), o alemão Thomas Bach. Ele deve estar acompanhado da primeira-dama, Marcela Temer.

Haverá outras duas tribunas: uma destinada a chefes de Estado e outra a membros do COI e demais autoridades.

O protocolo do COI reserva o direito a discursos só ao seu presidente e ao chefe do comité organizador dos Jogos, no caso Carlos Arthur Nuzman. Ambos falarão de um púlpito dentro do campo.

Depois desses discursos, que devem consumir cerca de 12 minutos, Temer vai declarar o início dos jogos.

Em seguida, vai ocorrer o desfile da bandeira olímpica (com oito carregadores), a execução do hino olímpico e o hasteamento da bandeira, ao lado da do Brasil.

Também ao pé da bandeira olímpica, um atleta, um árbitro e um técnico farão os respectivos juramentos de "fair play" desportivo.

Na sequência, ocorre o ápice da noite, que é o acendimento da pira (tocha) olímpica, símbolo dos jogos que representa a paz, a união e amizade entre os povos. Para chegar ao Maracaná a tocha fez um percurso de 20 mil quilómetros, e 10 milhas aéreas. A tocha passou por 300 cidades e foi conduzida por cerca de 12 mil pessoas em 95 dias de percurso.

O nome de quem vai acendê-la é guardado a sete chaves, mas Pelé, símbolo do futebol mundial e brasileiro é o grande favorito. Independentemente de ser ou não ele a acender a pira, sabe-se que terá uma participação especial e relevante neste momento da cerimónia.

O comité organizador não divulga a sequência completa dos eventos, mas a tendência é que siga o mesmo molde de Londres-2012.Tanto nos jogos Olímpicos de Londres como nos de Pequim, a primeira hora foi dedicada à apresentações artísticas sobre a formação da cultura nacional, o que vai se repetir no Maracanã.

Após essa etapa, aconteceram os desfiles das delegações, que duraram entre uma hora e 40 minutos (Londres) e duas horas e dez (Pequim). Só então a solenidade foi retomada, com discursos e o acendimento da tocha.

Os portões do Maracanã vão ser abertos às 16h30. Às 19h15, haverá show prévio e, enfim, às 20h00 terá início a cerimónia de facto, que deve durar pouco mais de três horas.