Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Brasil desaconselha mulheres grávidas

03 de Fevereiro, 2016

O vírus Zika preocupa os organizadores dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro

Fotografia: DR

O Governo brasileiro recomendou na segunda-feira às mulheres grávidas a não viajarem para o Brasil durante os Jogos Olímpicos, em Agosto, por causa dos riscos para o feto, associados ao vírus Zika.“O risco, eu diria grave, é para mulheres grávidas. Então, obviamente, não é recomendável vir para o Brasil, porque não vamos correr riscos”, disse o chefe de gabinete do Governo, Jaques Wagner.A Organização Mundial de Saúde (OMS) decidiu na segunda-feira declarar que os casos de microcefalia e de desordens neurológicas surgidos em bebés de mães que contraíram o vírus Zika, no Brasil, “emergência sanitária” de alcance internacional. A OMS confirmou que até à data foram detectados casos do vírus em 25 países e em territórios das Américas.

ARTISTA

O artista gráfico belga Olivier Debie retirou a queixa contra o Comité Olímpico Internacional (COI) por plágio no logotipo dos Jogos Olímpicos Tóquio2010, anunciou na segunda-feira o seu advogado, Philippe Mottard."Debie considera que já ganhou suficientemente em termos de opinião internacional. Sabe que não vai receber uma indemnização substancial, porque o COI retirou voluntariamente o logotipo" disse à agência France Presse o advogado, na véspera das alegações no tribunal cível de Liège.

A retirada da queixa coloca ponto final ao litígio que opunha o artista belga às autoridades olímpicas, com base no alegado plágio do logotipo concebido por Debie para o Théatre de Liège.As linhas do logotipo olímpico, do “designer” japonês Kenjiro Sano, levaram em Julho passado Debie a considerar que se tratava de um plágio, pelo que apresentou queixa.A 01 de Setembro o comité organizador de Tóquio2010 decidiu deixar de utilizar esse logotipo e avançou para um novo concurso. Então, o Théâtre de Liège, que apresentou queixa  desistiu do processo contra o COI.

BACH
O presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, terminou na segunda-feira  em Los Angeles  a visita a quatro cidades candidatas à organização das olimpíadas de 2024 ,com a certeza de que qualquer uma “pode organizar excelentes jogos”.“Concluímos as nossas visitas a quatro cidades candidatas, e por isso, me vêem muito satisfeito”, afirmou Thomas Bach, para quem se adivinha uma “competição fascinante”.

A cidade norte-americana de Los Angeles, que já acolheu os Jogos Olímpicos por duas vezes (em 1932 e 1984), compete com Paris, Roma e Budapeste pelo direito de sediar as olimpíadas de 2024.“As quatro cidades demonstraram que não há uma solução única e que podem ser candidatas por razões muito diferentes”, afirmou.O COI vai seleccionar a cidade organizadora dos Jogos Olímpicos, em Setembro de 2017, num encontro no Peru.