Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Brasil encerra Estdio Joo Havelanche

28 de Março, 2013

Fotografia: AFP

As autoridades brasileiras fecharam o principal estádio para os Jogos Olímpicos de 2016, devido a problemas na cobertura. De acordo com o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, o estádio João Havelange vai ser “encerrado por tempo indeterminado” até que o problema seja resolvido.

O prefeito referiu que a medida de encerramento foi tomada depois de ter sido informado dos riscos para a segurança. “Não podemos brincar com um assunto como este”, afirmou.

O estádio não vai ser usado na Taça das Confederações, em Junho, nem no Mundial 2014. Conhecido entre os brasileiros por “Engenhão”, devido à localização no bairro de Engenho de Dentro, o estádio abriu em 2007 e já foi considerado um dos mais modernos da América Latina.

O estádio começou a ser construído em 2003, pela construtora Delta. No final da obra, quando a cobertura devia ser colocada, a construtora alegou que não tinha condições de complementar a obra e abandonou-a. A Delta é a construtora do empresário Fernando Cavendish, acusada de ligações com o esquema do chefe do jogo do bicho Carlinhos Cachoeira.

As construtoras OAS e Odebrecht assumiram, então, a obra. Segundo Paes, elas colocaram, no contrato, uma cláusula de que não se responsabilizariam pelo projecto. “A responsabilidade seria do município. Isso foi acertado pelo meu antecessor (o ex-prefeito Cesar Maia)”, comentou Paes. As autoridades brasileiras planeavam aumentar a capacidade do estádio para os Jogos Olímpicos, que agora é de 47 mil pessoas.

O projecto dos Jogos Olímpicos de 2016 prevê que o Engenhão abrigue as competições de atletismo, razão pela qual se quer ampliar de 45 mil para 60 mil pessoas a capacidade total do estádio, com a instalação de mais bancadas atrás de cada baliza. O Botafogo é o responsável pela administração do estádio, depois de ter ganho a concessão por 20 anos, podendo ser renovada por igual período.

ENGENHÃO
COI mantém confiança no Rio

 Comité Olímpico Internacional (COI) declarou que está “absolutamente confiante” nas preparações do Rio de Janeiro para os Jogos Olímpicos de 2016, apesar do encerramento temporário do Engenhão, estádio que vai receber as competições de atletismo dos Jogos.

As autoridades do Rio afirmaram na terça-feira que decidiram interditar o estádio devido a problemas estruturais no telhado. O porta-voz do COI, Mark Adams, afirmou que o órgão mantém “contacto regular com o Rio 2016”. Adams disse que “faltam ainda três anos e meio para os Jogos, e estamos absolutamente confiantes que eles entregarão”.

Já a Federação Internacional de Atletismo (IAAF) disse que está a avaliar a situação. Nick Davies, porta-voz da entidade, afirmou que “está a manter um olhar atento ao desenrolar” dos acontecimentos. A organização olímpica no Brasil afirmou que mantém “confiança plena de que a cidade do Rio de Janeiro tomará as medidas necessárias para garantir que o estádio estará pronto” para os Jogos e os eventos-teste.