Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Brasileiro Massa sai do Canadá satisfeito

09 de Junho, 2015

Paulista ganha nove postos e gostou do desempenho

Fotografia: AFP

O brasileiro Felipe Massa foi um dos destaques do Grande Prémio do Canadá de Fórmula 1. Largou na 15ª posição por causa de um problema no motor da Williams durante o treino classificatório, o paulista fez a recuperação, ganhou nove postos e gostou do desempenho. Massa ficou com a sexta posição da prova que foi  vencida por Lewis Hamilton em dobradinha da equipa Mercedes com Nico Rosberg em segundo. Companheiro do brasileiro na Williams, o finlandês Valtteri Bottas ficou com a terceira posição, anotou o primeiro pódio da equipa no ano.

“Fiquei feliz  como a corrida aconteceu e por conseguirmos alguns pontos. Largar em 15º sempre  leva-te  a uma corrida movimentada e tive muitas ultrapassagens e um ritmo bom e constante”, disse Massa.  “Conseguimos fazer uma parada só e ainda  manter o ritmo com os pneus macios o que no fim foi fantástico”, completou. Apenas o alemão Sebastian Vettel realizou mais ultrapassagens do que o brasileiro durante o GP do Canadá, no domingo. Largou em 18º por causa de problemas no carro e uma punição, o piloto da Ferrari também fez prova de recuperação e acabou em quinto.

“Com o carro que tive hoje, poderia ter brigado por pódios, mas no final das contas foi um fim de semana muito positivo para a equipa e devemos ser muito competitivos nas próximas corridas, especialmente porque temos algumas melhorias planejada para o carro”, disse o brasileiro. A próxima prova do Mundial de Fórmula 1 é o Grande Prémio da Áustria, marcado para 21 de Junho. Na temporada passada, Massa anotou a pole position para a prova, quebrou a hegemonia dos pilotos da equipa Mercedes nos treinos classificatórios.

BOTTAS CRÊ NA WILLIAMS
O terceiro lugar de Valtteri Bottas, no Grande Prémio do Canadá de Fórmula 1, representou o primeiro pódio da Williams na temporada. De acordo com o piloto finlandês, a equipa pode repetir resultados como este, e ameaçar o posto da Ferrari de segunda força da categoria. Bottas foi o terceiro em Montreal, atrás de Lewis Hamilton, vencedor, e Nico Rosberg, segundo colocado. Até  domingo, apenas pilotos da Mercedes e da Ferrari tinham subido ao pódio no Mundial, que teve no Canadá a sétima prova na temporada.

“Estou muito feliz por nós como equipa. Foi um bom trabalho da equipa e também não fiz uma corrida ruim. Acho que realmente precisávamos desse resultado. Ano passado vimos que isso aumenta a confiança e sabemos que agora somos uma equipa de ponta e podemos lutar por pódios”, explicou Bottas.O piloto da Williams iniciou a prova em Montreal na quarta posição, atrás de Hamilton, Rosberg e seu compatriota Kimi Raikkonen. O finlandês da Ferrari, no entanto, rodou em sua volta de saída das boxes após troca de pneus e acabou ultrapassado. “O erro que Kimi cometeu permitiu-nos  ganhar uma posição e também mudamos o plano de estratégia durante a corrida, o que achei que foi bem dinâmico”, analisou Bottas.

DOMíNIO
Hamilton vence e alarga vantagem

O britânico Lewis Hamilton voltou a subir ao lugar mais alto do pódio da Fórmula 1, depois de duas corridas de intervalo. No domingo,  venceu o Grande Prémio do Canadá da categoria pela quarta vez na sua carreira, quebrou a sequência de triunfos do alemão Nico Rosberg no Mundial e abriu vantagem na liderança do campeonato.

Hamilton venceu três das quatro primeiras corridas da temporada, mas viu seu companheiro de equipa Mercedes  recuperar e vencer consecutivamente os GPs de Espanha e de Mónaco. No último, um erro de estratégia da equipa alemã tirou das mãos do britânico a vitória praticamente certa.

No domingo em Montreal, no entanto, Lewis Hamilton quebrou a sequência de Rosberg. Largou na pole position, manteve a liderança durante quase toda a prova - só perdeu a liderança quando foi às boxes para troca de pneus - e garantiu a sua quarta vitória do GP do Canadá. O alemão foi segundo, com o finlandês Valtteri Bottas a completar o pódio.

Com quatro vitórias em Montreal, o britânico  torna-se de forma isolada o segundo piloto com mais triunfos no GP do Canadá, atrás apenas do alemão Michael Schumacher, que subiu ao lugar mais alto do pódio sete vezes. Antes de domingo, Hamilton estava empatado com Nelson Piquet. Kimi Raikkonen foi o quarto, logo à frente de Sebastian Vettel, que fez excelente corrida de recuperação após largar em 18º, no domingo. O brasileiro Felipe Massa ficou com a sexta posição, também em prova eficiente e com muitas ultrapassagens, já que iniciou a corrida apenas em 15º. Pastor Maldonado, Nico Hulkenberg, Daniil Kvyat e Romain Grosjean completaram a zona de pontuação.

O brasileiro Felipe Nasr teve pouco a fazer durante toda a prova. Largou em 14º, mal se envolveu em brigas por posição por causa do fraco desempenho do carro da Sauber e recebeu a bandeira quadriculada em 16º lugar. O triunfo no Canadá leva Lewis Hamilton a 151 pontos na liderança do Mundial de Fórmula 1, agora com 17 de frente sobre Rosberg. Sebastian Vettel é o terceiro com 108 pontos. A próxima prova do calendário é o GP da Áustria, em 21 de Junho.

O pelotão de frente não teve alterações de posição na largada. Lewis Hamilton começou bem e segurou a ponta diante de Nico Rosberg, que precisou de defender-se  de ataques de Kimi Raikkonen e Valtteri Bottas. Já na parte de trás do grid, Felipe Massa e Sebastian Vettel adoptaram posturas agressivas para compensar o mau desempenho no treino classificatório.Eles aos poucos subiram a classificação juntos, com o brasileiro à frente. Massa só encontrou problemas quando chegou ao sueco Marcus Ericsson. Como a Sauber tem velocidade final de recta como ponto forte, o paulista teve dificuldades em superar o rival, mas fê-lo na décima volta com uma bela manobra.

Na primeira posição, Lewis Hamilton fazia prova bem mais monótona do que a do brasileiro do Williams, manteve a vantagem sobre Rosberg acima de 3s. Já Kimi Raikkonen cometeu um erro na 28ª volta, logo após voltar dos boxes e fez peão na pista. O britânico da Mercedes parou para trocar pneus na 29ª volta, deixou a liderança temporariamente nas mãos de Rosberg. O alemão fez seu pit-stop no giro seguinte e voltou à pista em segundo lugar.

CANADÁ
Britânico celebra
vitória depois de jejum

O britânico Lewis Hamilton comemorou muito a vitória no Grande Prémio do Canadá de Fórmula 1, no domingo. Depois de ver Nico Rosberg vencer as duas provas anteriores do calendário, o líder do Mundial liderou a prova em Montreal praticamente de ponta a ponta e subiu ao lugar mais alto do pódio. Hamilton venceu a prova deixou Nico Rosberg na segunda posição e Valtteri Bottas, da Williams, no terceiro posto. "Eu amo Montreal, esse circuito, essa cidade. Um fim de semana fantástico. Não senti que tinha o melhor acerto no carro, mas não fiquei pressionado. Foi intenso e realmente gostei. Eu precisava disso? Acho que sim”, disse o piloto.

A primeira vitória da carreira de Hamilton ocorreu justamente em Montreal, no Grande Prémio do Canadá de 2007 - também a primeira prova em que largou na pole position. O triunfo de domingo foi o quarto do britânico no evento, o que o deixa na segunda colocação da lista de maiores vencedores, atrás apenas de Michael Schumacher, sete vezes campeão. A vitória no Canadá também apaga a decepção vivida pelo britânico no GP de Mónaco, em que um erro de estratégia da equipa Mercedes a sete voltas do fim tirou das suas mãos uma vitória praticamente certa.

“Ganhei aqui a minha primeira corrida em 2007 e estar em cima aqui de novo parece histórico para mim”, comemorou Hamilton, líder do Campeonato Mundial de Fórmula 1 com 151 pontos marcados. A segunda colocação é de Nico Rosberg, com 17 pontos de desvantagem para o companheiro de Mercedes.

CANÁDA
Lewis supera alemão Nico Rosberg

O britânico Lewis Hamilton vingou-se do companheiro Nico Rosberg  e recuperou a terceira posição em Mónaco, há duas semanas - quando o alemão triunfou -,  venceu o GP do Canadá de Fórmula 1 no domingo, em Montreal. Depois de largar na pole, o bicampeão mundial liderou praticamente a prova, apesar de levar um susto no fim, mas confirmou a quarta vitória no Mundial.

Hamilton completou as 70 voltas do Circuito Gilles Villeneuve em 1h31min53s145, pouco mais de dois segundos à frente de Rosberg. O alemão cortou a diferença no fim e chegou a ameaçar seu companheiro, mas não passou disso. A terceira posição ficou com o surpreendente Valtteri Bottas, da Williams, que  tornou-se  o primeiro piloto fora da Mercedes ou da Ferrari a subir ao pódio em 2015.

A Ferrari, aliás, veio logo na sequência com seus dois pilotos. Kimi Raikkonen fez uma prova correcta e terminou em quarto lugar. Já Sebastian Vettel foi um espectáculo à parte no domingo, largou em 19º e após incrível corrida de recuperação, terminou em quinto. Quem também mostrou talento para deixar as últimas colocações e pontuou no domingo foi o brasileiro Felipe Massa. Ele largou em 15º, acertou na estratégia com a Williams, conquistou nove posições e terminou em sexto, pontuou pela sexta vez em sete corridas. Já Felipe Nasr viveu um dia para esquecer, foi prejudicado por escolhas erradas da Sauber e terminou somente no 16.º posto.

Com o resultado de domingo, Hamilton abriu vantagem na liderança do Mundial de Pilotos, chega a 151 pontos, 17 à frente de Nico Rosberg. Vettel aparece na sequência, com 108, enquanto Raikkonen é o quarto, com 72. Massa tem 47 e é o sexto, enquanto Nasr é o décimo, com 16.