Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Britânico pode igualar recorde histórico

12 de Abril, 2017

Lewis Hamilton persegue à medida a passada triunfante do seu ídolo Ayrton Senna

Fotografia: AFP

Caso consiga partir na posição de honra no GP de Sakhir, no domingo, Lewis Hamilton vai ficar muito perto de repetir dois feitos históricos do seu grande ídolo na F1. Ayrton Senna facturou por oito vezes consecutivas a pole, entre os GPs de Espanha de 1988 e dos EUA em 1989. Nunca outro piloto  enfileirou tantas poles, na história da F1. No geral, Hamilton tem 63 poles, contra 65 de Senna.

Lewis Hamilton está a  cumprir com o seu grande objectivo na carreira: emular o seu maior ídolo no desporto, Ayrton Senna. Detentor de três títulos mundiais, como o brasileiro, Hamilton superou Senna em número de vitórias (54 - 41). E, muito em breve, pode igualar Ayrton em duas marcas bem significativas.

Senna é o segundo, na lista dos pilotos com maior número de poles na história da F1, tem 65,  três a menos em relação a Michael Schumacher. Hamilton soma 63 e está perto de empatar com o seu ídolo. Senna também tem o maior número de poles consecutivas na F1: oito. E, o britânico também pode igualar a marca, caso conquiste a pole -position nos GPs do Bahrein, neste fim de semana, e da Rússia, no fim de Abril.

 Na visão de Hamilton, é preciso tentar tudo para estar em vantagem perante a Ferrari e, sobretudo, Sebastian Vettel neste acirradíssimo início de temporada. Os dois estão empatados na liderança do campeonato, esomam 43 pontos cada. Assim, a pole - position no Bahrein é vista como fundamental.

 “Toda vantagem que for possível tirar o quanto antes, vai render os seus frutos, lá no fim. Agora, estamos muito iguais, e é preciso ficar à frente deles, nessa próxima corrida. Quero voltar a partir na pole, esse é meu objectivo. Tenho seis consecutivas, Senna chegou a oito. Tenho de igualá-lo”, destacou o tricampeão do mundo, numa entrevista publicada pela revista britânica ‘Autosport’.

O GP do Bahrein, próxima etapa da temporada, neste fim de semana, deve ser um desafio e tanto, para a Mercedes. Afinal, a equipa sofreu com o rendimento dos pneus, no calor da Austrália. Na China, onde as temperaturas foram bem mais frias, Hamilton foi perfeito e cravou o seu terceiro ‘Grand Chelem’ na carreira.