Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Buracos de vento dificultam angolanos

12 de Maio, 2014

Para Moisés Camota, o desempenho dos angolanos é

Fotografia: Dombele Bernardo

Ventos fortes e buracos de vento foram as principais dificuldades enfrentadas pelos velejadores angolanos na sua estreia no campeonato africano realizado na Argélia, na classe Laser 4.7. A informação é de Moisés Camota, seleccionador nacional, quando procedia ao balanço da competição.
A Selecção Nacional alcançou o quinto lugar por intermédio de Filipe André, responsável pela classificação. António Joana classificou-se em sétimo lugar, Nelson Ventura em 18º e Domingas Huambo, única do sexo feminino, ocupou a 26ª posição da classificação geral.

Na classificação individual, Angola posicionou-se em quinto lugar, superado pelos atletas da África do Sul que ocuparam os dois primeiros lugares do pódio, Argélia em terceiro e a África do Sul, em quarto.  Deste modo, na classificação por países, Angola obteve o terceiro lugar na classificação final, atrás da África do Sul e do país anfitrião, Argélia, duas potências reconhecidas a nível internacional.

Para Moisés Camota, o desempenho dos angolanos é "positivo", pois superaram adversários de Moçambique, Tunísia e Marrocos, considerados "feras" nesse campo de regata. "Não subimos ao pódio, porque competimos num campo de regata desconhecido pelos nossos atletas e não tivemos tempo de realizar treinos de adaptação devido a alguns contratempos da viagem; as bagagens tinham ficado retidas em Casablanca", justificou.                       
ROSA PANZO