Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Cabinda apta para os "nacionais"

Silva Cacuti - 12 de Julho, 2014

Direcção da federação já inspeccionou o Pavilhão Multiusos assim como o local de hospedagem das diferentes delegações que vão participar no campeonato nacional

Fotografia: Jornal dos Desportos

A realização dos XXIX campeonatos nacionais de boxe de 16 a 21 do corrente no Pavilhão Multiuso do TChiazi pode resultar num maior movimento da modalidade na província de Cabinda, considerou Rogério Bote, secretário provincial adjunto dos Desportos.

O responsável falava ao Jornal dos Desportos depois de, acompanhado pelo presidente da Federação Angolana de Boxe, Carlos Luís, ter efectuado uma visita ao Instituto Politécnico do TChiazi, local de alojamento das caravanas, e ao pavilhão multiusos da mesma localidade, onde vai ser  montado o ringue.

"Reunimos com o presidente da Faboxe, fizemos visitas aos locais de alojamento e restauração, para verificar as condições. Fomos ao Pavilhão Multiusos, vimos as salas onde se vão instalar os serviços médicos e cremos que está tudo pronto. A realização destes campeonatos de certeza vai incrementar o movimento juvenil em torno do boxe e isto é muito bom", disse.

Quanto à participação local, Rogério Bote disse que a associação fez disputar o seu campeonato provincial, do qual foram seleccionados atletas para representarem a província na prova nacional.

A Faboxe informou que o campeonato é disputado segundo as regras da Federação Internacional de Boxe (Aiba) em dez categorias, nomeadamente 49kg, 52kg, 56kg, 60kg, 64kg, 69kg, 75kg, 81kg, 91kg e +91kg.

A acomodação e transporte local das delegações está a cargo da organização, sendo os custos com a alimentação assumidos pelas equipas.
Espera-se pela participação de equipas da Huíla, Benguela, Huambo, Namibe, Lunda Sul, Lunda Norte e Luanda, além das equipas locais.

MASSIFICAÇÃO
Tó Morgado desenvolve trabalho na Lunda Sul


O antigo campeão nacional e técnico de formação Tó Morgado que actualmente trabalha num projecto de massificação do boxe na Lunda Sul quer aproveitar o campeonato nacional de Cabinda como montra do trabalho que está a efectuar. A Lunda Sul vai estrear-se no campeonato nacional com uma selecção de dez atletas, na qual desponta um atleta da categoria júnior.

"Vamos a Cabinda para demonstrar que estamos a massificar e dar oportunidade aos nossos pugilistas de ver o que é o boxe, a realidade da modalidade a nível nacional", disse.

Natural de Benguela, onde é co-fundador do boxe no Electro do Lobito, Tó Morgado diz-se orgulhoso do trabalho que desenvolve em Saurimo. "Estou em Saurimo por questões profissionais, mas como tenho o boxe enraizado no meu sangue, abracei um projecto que conta com apoio das autoridades e não só, e isto me deixa orgulhoso", comentou.

As dificuldades financeiras por que passam os clubes, mais os sucessivos adiamentos que a prova teve devido a compromissos da Selecção Nacional não demoveram as equipas de fazer contas e marcar presença em Cabinda.
A equipa do Exército vai ao palco do campeonato com objectivo de competir. Simba Massamba  e companheiros levam a Cabinda atletas para representar o Exercito nas dez categorias que a prova inscreve.

Os militares estão motivados, depois de, recentemente terem vencido o Top alusivo ao aniversário da Marinha de Guerra, onde defrontaram pugilistas da Força Aérea Nacional e do Quartel General.

No Team Elite, antigo campeão nacional Victor Garcia faz contas com a disponibilidade dos seus atletas trabalhadores e estudantes, mas garante que cinco ou seis estão prontos para ir competir em Cabinda.
No Interclube, campeão nacional, aguarda-se a chegada, na terça-feira, dos pugilistas Adilson Ramiro, 64Kg que evolui na Rússia  e José Lopes, 91Kg, que evolui em Londres.             
S.C