Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Caluquembe ganha circuito

Gaudêncio Hamelay, no Lubango - 02 de Outubro, 2016

Pilotos nacionais passam a ganhar prémios valiosos a partir do próximo Grande Prémio de Caluquembe

Fotografia: Arão Martins

O circuito automobilístico de Caluquembe, na província da Huíla, é a mais nova infra-estrutura desportiva que o país vai construir em 2017. O investimento da Administração Municipal visa proporcionar as melhores condições de corrida aos pilotos e às equipas técnicas que anualmente se deslocam àquela circunscrição para participar do Grande Prémio. A construção da infra-estrutura conta com o apoio da classe empresarial.

Para sustentar a concepção do projecto, um dos empresários doou à organização uma viatura e os restantes garantiram prémios aliciantes para todos os pilotos nas próximas edições do GP de Caluquembe.

No último fim de semana de Setembro, a localidade acolheu a terceira edição do Grande Prémio de Caluquembe disputado em motas rápidas, FZ e Supermotos, em alusão às festas do centenário da municipalidade. Localizado a 196 quilómetros da cidade de Lubango, Caluquembe está encravada entre territórios do interior com alto pendor de crescimento económico. É nesse diapasão que a Administração municipal concebeu um projecto que visa fomentar o turismo numa estratégia de desenvolvimento.

José Arão Nantaniel Tchissonde, administrador local, justificou que o turismo ganha com a promoção de actividades desportivas nos municípios. A título de exemplo, citou que cada espectador e visitante gasta algum valor pecuniário. Com o fomento do turismo, também está a diversificar a economia através do desporto.


A localização geográfica privilegiada de Caluquembe facilita a movimentação de muitas pessoas. No último fim de semana, a população local e das áreas vizinhas desfrutaram de "muita alegria". O momento foi de “paz e de muita adrenalina”, segundo José Arão Nantaniel Tchissonde.
“Este povo sofreu muito ao longo do conflito armado. Precisamos de apagar as imagens do passado com a oferta de serviços que possam atrair as pessoas. Essas provas movimentam muitas pessoas. Nessa edição, houve uma moldura humana considerável que trouxe ganhos ao município”, afirmou.

Com a construção do circuito, vai estar facilitado a massificação e a dinamização do desporto motorizado. A constituição de equipas locais está a ser ponderada no seio dos mentores do projecto. A juventude local vai ser atraída para as acrobacias com as motos.

Os munícipes tomaram contacto pela primeira vez com parte da nata dos melhores pilotos do país. O gesto da Administração municipal visa facilitar a promoção de eventos desportivos, em especial o desporto motorizado, fora das capitais provinciais, segundo José Arão Nantaniel Tchissonde.

 VENCEDORES
Na classe de motos rápidas, Gugas Fernandes foi o mais rápido e somou um total de 50 pontos, resultantes de vitórias nas duas mangas. Hilário Clemente quedou-se na segunda posição com 40 pontos, seguido de Constantino Kussunda, com 34 pontos. O troféu principal da classe de Motos FZ ficou com Giovany Pinto. O piloto individual totalizou 50 pontos. Nos lugares subsequentes, ficaram Arsénio Matias e Aldair Santos, ambos com 37 pontos cada.

Na categoria de Supermotos, Adilson Pinto voltou a mostrar-se como um dos maiores nomes do motociclismo nacional. O jovem piloto venceu a categoria rainha, do Grande Prémio de Caluqueumbe, com 50 pontos, seguido de Miguel Ferroz e Hugo Caldeiro, ambos com 37 pontos.

A maior festa desportiva inserida nas celebrações do centenário de Caluquembe contou com a participação de 40 pilotos em representação das províncias da Huíla e Huambo.