Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Camota prepara novas provas

11 de Julho, 2017

Selecção Nacional conquistou recentemente o título africano no Egipto

Fotografia: Dombele Bernardo| Edições Novembro

O seleccionador nacional da selecção de Optimist, Moisés Camota, que conquistou recentemente em Alexandria, Egipto o segundo tÍtulo africano da modalidade, começou ontem a trabalhar, visando os próximos  compromissos internacionais.

Em declarações ao Jornal dos Desportos, o técnico disse que nesta fase que a equipa vem de uma pressão física e psicologia, em função da prova que participaram recentemente, o volume de trabalho esta a cargo da equipa técnica.

\" Em função dos compromissos locais, o nosso trabalho é continuo, porque já começamos a preparar o material para a próxima época que se avizinha\".

Questionado sobre a preparação da selecção de Optimist no campeonato internacional de Marrocos, a decorrer na segundo quinzena deste mês, o técnico referiu que este programa ainda esta em analise na direcção da federação e do clube.

\"Participando no torneio ou não o trabalho com as equipas aqui é continuo. Mas não temos ainda um programa definido, porque aguardamos pela confirmação da direcção da FADEN e do Clube Naval a que pertencemos\", esclareceu.

Segundo Rui Albuquerque, director para o Desporto o convite resultou da competência e habilidades individuais dos atletas angolanos e da hegemonia que o país vai conquistando no continente, depois deste bicampeonato.

\"Assim que terminou o campeonato nos foi feito dois convites: Um para Marrocos, num torneio internacional a decorrer este mês, em data anunciar com tudo pago, excepto os bilhetes de passagem. E o segundo pelos egípcios, a fim de regressarmos quando eles organizarem o seu próximo campeonato internacional”, revelou.
  
Na classificação africana de 2017  Graciano Novais lidera, o ranking com 24 pontos, Osvaldo da Gama na segunda posição com 33 pontos, Emílio Chissingui  em quinto lugar com 79, Osvaldo Carlos na sétima posição com 93 e Aline Lourenço na 31º com 254.  Com esta classificação Angola coloca quatro dos seu atletas entre os dez melhores de Africa.