Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Campees do CARR 2018 so premiados quarta-feira

Helder Jeremias - 04 de Fevereiro, 2019

A direcção da empresa promotora de eventos todo-o-terreno, Ekuipa e a Federação Angolana de Desportos Motorizados efectuam os derradeiros detalhes em torno da realização da cerimónia de entrega de prémios referentes à época 2018 do Campeonato Angolano de Rali/CARR, a ter lugar quarta-feira, a partir das 18h00, no Clube Naval de Luanda, localizado à Ilha do Cabo.
Uma nota enviada ao Jornal dos Desportos, assinada pelo coordenador da referida competição e proprietário da referida empresa especializada provas de rali, Pedro Cristina, sublinha o facto da época ora terminada ter feito disputar as sete provas programadas, motivo pelo qual considera “um balaço positivo”, tendo em conta o número de concorrentes que fizeram parte da empreitada.
“O CARR foi cumprido integralmente com os 7 ralis propostos no início do ano. Houve uma troca do Tuku-Tuco por Calele devido ao mau estado da estrada de acesso à Benguela. Pela primeira vez visitamos a província de Malanje com o Rali TT Kalandula”, lê-se na nota.
O documento destaca ainda o sucesso alcançado com a realização do Rali TT Lupupa, no qual estiveram presente 16 piloto vindos de Portugal, República Democrática do Congo e da Namíbia, ao passo que as estatísticas das sete provas disputadas permitem antever dias promissores para a modalidade.
“Estiveram presentes nos sete ralis 39 pilotos assim subdivididos: 15 (classe M), 14 na categoria E, nos TT participaram seis, ao passo que a classe Q contou com cinco concorrentes”, revela a nota e acrescenta: “ O rali com maior número de pilotos foi o de Luanda, com o total de 26, seguido do Rali Lupupa, 19, enquanto os ralis Baía Azul e Calele registaram 15 pilotos cada”.
Hugo Carvalho foi o grande vencedor da categoria M; João Lota arrebatou o título da classe E e Maló Almeida bateu a concorrência ao nível da classe TT. O Troféu Polares RZR XP 900 by Trevotech foi conquistado por Reis Cunha.
“Mais um Campeonato Angolano está à porta. Desde 2012 Já tivemos mais concorrentes; uma grelha com 20 veículos na classe E; provas com 46 pilotos; Já tivemos classes subdivididas; melhores pontuações; realizamos três provas de cariz internacional e os nossos pilotos continuam a participar em provas internacionais. A grande novidade para 2019 será o regresso à província do Huambo e esperamos que o Dakar Series seja uma realidade”, frisou Pedro Cristina.