Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Campeonato Nacional encerra hoje

24 de Agosto, 2014

A XV edição do Campeonato Nacional de Atletismo para portadores de deficiência em ambos os sexos encerra hoje

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os atletas da província do Huambo foram os que mais provas venceram . A equipa do planalto central começou por triunfar na última sexta-feira, na classe dos 200 metros T11 (deficiência visual), com o velocista José Chamoleia a terminar em primeira posição com o tempo de 25 segundos e 45 décimos, deixou para trás o atleta Sérgio do Cuanza Norte o segundo posto com 30 segundos,75 décimos, e  Augusto Jongola, do Cuanza Sul terceiro  com 33 segundos e 50 décimos.

 Ainda na mesma distância e classe foi feliz Martins Dachala  do Huambo  ao conseguir o ouro, com 26 segundos, 86 décimos, superior aos 35 segundos e 12 décimos cronometrados pelo segundo colocado Camela Rodrigues do Cuanza Sul e o terceiro Aramis Augusto do Bengo  que totalizou 36 segundos e 15 décimos.

Na categoria de deficiente  auditivo, João Manjolo do Huambo venceu nos 200 metros, com 24 segundos e 68 décimos, seguido de Sebastião Kanvula do Uíge  com 24 segundos e 60 décimos, Aniceto do Rosário também do Huambo, em terceiro lugar, com 25 segundos, 99 décimos.

 No T13 (cegueira parcial) comandaram o pódio Jacob Augusto do  Huambo, cortou  em primeiro a meta com 24 segundos e 91 décimos, secundado por Clésio António Cuanza Sul e Vata Gaspar do Bengo.

Na mesma especialidade (T12), a província do Huambo foi novamente dominadora, mercê do primeiro posto assegurado por Afonso Camuco, com 25/41, seguido de Yuri Calei e Fidel de Castro. Na miscelânea das classes de T36,T37,T38 (amputados) Filipe Salufama do Huambo ganhou com o tempo de 28 segundos e 55 décimos, Adão João do Cuanza Norte foi segundo com 29 segundos e 21 décimos, enquanto Celestino Chissambo do Namibe terminou em terceiro com 31/29.

 Em feminino, a velocista Cecília Nambundo do Huambo) conseguiu o primeiro lugar, percorreu os 200 metros com tempo de 37 segundos e 32 décimos, seguida da sua conterrânea Maravilha Matoso, com 41segundos e42 décimos, Sara Adelaide do Namibe  ficou em terceiro com 41/42.

 A província do Namibe e a capital do país estiveram também em vidência ao conseguirem duas vitórias  cada.

Numa mistura de corredores do T74 e deficiente auditivo (200 metros), a namibense Eunice Pedro conquistou a medalha de ouro, com o tempo 31 segundos e 74 décimos, seguida de Rosalina Guilherme de Luanda, com a marca de 31/97, em terceiro ficou Aurora Elamba do Bié com o tempo de 34 segundos e seis décimos.

Ainda em feminino, a Catarina Francisco, também de Namibe, venceu a mesma distância em T12, com 30 segundos e um décimo, no segundo posto ficou Rodé Nandaca do Huambo com 30/89,  e Helena Manuel, de Benguela, fez a marca de 32 segundos e 61 décimos.

Pelos luandense, no T11, o destaca recai para Octávio dos Santos, que derrotou na corrida os seus seguidores, com o tempo de 24 segundos e 62 décimos, o segundo posto foi ocupado por Fernando Simão de Malanje, com 26 segundos e 27 décimos, Armindo Paulo da Huila classificou-se em terceiro, com 28/13.

Participam da competição as províncias do Huambo, Moxico, Bié, Benguela, Bengo, Cuanza Norte, Cuanza Sul, Malanje, Uíge, Zaire, Huíla, Namibe e Luanda.