Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Carlos Dinis mantém crença no apuramento

Melo Clemente - 26 de Junho, 2016

Presenças de Bruno e Sílvio baralham as contas do seleccionador nacional

Fotografia: Paulo Mulaza

O substituto de Monho Lopez teceu estas considerações na quinta-feira ao Jornal dos Desportos,  momentos antes do embarque do combinado nacional para Espanha, onde desde sexta-feira realiza a etapa derradeira do estágio pré-competitivo, com vista o torneio pré-olímpico de Belgrado.

Convidado a pronunciar-se sobre a primeira etapa de preparação que decorreu no Pavilhão Victorino Cunha, que ficou marcada por algumas ausências, Carlos António Dinis considerou positivo os oito dias de trabalho em Luanda, em que dos 17 atletas convocados para a "operação" Belgrado reuniu só 15 jogadores.

"Os oitos dias de preparação em Angola correram de feição. Foi exactamente aquilo que nós queríamos, ou seja, que os jogadores assimilassem processos novos, por formas a estarmos diferentes, mas diferente do basquetebol angolano, mais do técnico e isto foi feito de forma muito natural, e agora estamos preparados para encararmos a segunda etapa de preparação com o mesmo rigor".

Carlos António Dinis enalteceu por outro lado, a integração de Sílvio Sousa e Bruno Fernando, ambos campeões africanos de sub-16, em 2013, dois jovens que actuam numa das universidades dos Estados Unidos da América.

Os atletas chegaram ao país na terça-feira, e realizaram  uma sessão de treino em solo pátrio, que encantaram à equipa técnica nacional, liderada por Carlos António Dinis.

"São jogadores que conheço de há quatro anos, nos escalões de formação, tenho noção exacta daquilo que podem fazer. Portanto, o estado físico dos mesmo é razoável e acredito, que vão melhor ainda, mas durante a segunda fase de preparação em Espanha", alvitrou o novo seleccionador nacional.

O novo homem forte dos vice-campeões africanos lamentou por outro lado, os jogos amistosos que perdeu, por conta da viagem tardia para Espanha, por questões administrativas. A Selecção Nacional devia defrontar a similar do México e uma equipa do leste europeu, segundo fez saber Carlos António Dinis.

"Infelizmente, já não defrontamos a selecção do México e uma equipa do leste europeu, porque estamos a sair tarde de Luanda, mas teremos de encontrar soluções para realizarmos os cinco jogos de controlo que foram previamente marcados para o estágio pré-competitivo", disse o seleccionador nacional.

Os hendecacampeões africanos jogam com a selecção de sub-23 de Espanha, antes de rumar para o palco da competição, isto no dia 01 de Julho.

A Selecção Nacional disputa o torneio pré-olímpico de Belgrado,  inserida no Grupo A, ao lado da selecção da Sérvia, que é o país anfitrião e da de Porto Rico, adversária de estreia. No Grupo B estão as selecções do Japão, Letónia e República Checa. Em Turim,  vão estar as selecções da Grécia, México e Irão no Grupo A, ao passo que no Grupo B estão as selecções do Itália, Croácia e Tunísia, outro representante do continente africano.

Em Manila, que é outra sede do torneio pré-olímpico, estão as selecções da Turquia, Senegal, outro embaixador do continente berço, e Canadá, no Grupo A, ao passo que no Grupo B estão os combinados de França, Nova Zelândia e o país anfitrião, Filipinas.