Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Carlos Lus invoca sacrifcio aos atletas no Africano

13 de Abril, 2017

Carlos Lus, presidente da Federao Angolana de Boxe.

Fotografia: Jornal dos Desportos | Edies Novembro

Os integrantes da Selecção Nacional de Boxe, que cumprem estágio pré-competitivo na província do Huambo, visando a participação no campeonato africano da Zona IV a realizar-se de 26 de Abril a 1 de Maio, na cidade de Lubango, estão conscientes e determinados em consentir sacrifícios redobrados para obter a vitória do país. A Afirmação é de Carlos Luís, presidente da Federação Angolana de Boxe.

Na projecção do estágio, que começou na última segunda-feira, Carlos Luís assegurou que o evento regional africano conta com a participação de representantes de 12 países e os angolanos devem subir ao pódio mais alto pela primeira vez.

“Somos anfitriões e temos a necessidade de fazer um grande trabalho de preparação para que os nossos representantes atinjam níveis competitivos altos, que lhes permitam lutar pela conquista do título. Escolhemos as cidades do Huambo pelas condições semelhantes às de Lubango e temos a certeza do engajamento de todos na concretização dos objectivos do país”, justificou.

A Faboxe, em parceria com outras instituições como o Ministério da Juventude e Desportos, está a envidar esforços para proporcionar aos representantes nacionais as melhores condições técnicas, materiais e psicológicas para que tenham bom desempenho. 

Carlos Luís manifestou-se preocupado com a não inscrição, até o momento, de pugilistas estrangeiros da categoria de pesados, uma das classes fortes dos angolanos, e da presença de  alguns estreantes na selecção nacional. Nas categorias de 81kg, 91kg e +91 kg, os angolanos já foram campeões individuais da região austral do continente. Na edição passada, organizada e vencida pela África do Sul, Angola ficou em terceiro lugar.

Quanto ao apronto, a Selecção Nacional cumpriu, na última segunda-feira, a primeira sessão de treino na cidade do Huambo. A sessão baseou-se na recuperação física dos pugilistas.A equipa fica no Huambo até ao dia 19 de Abril. Depois segue viagem para o palco da competição. Na cidade do Lubango, os angolanos cumprem a última etapa de preparação, já com a integração de um novo técnico cubano.Juan Bautista Heredia Dussacc, de 53 anos, aguarda pelo processo migratório em Cuba para se juntar ao grupo de trabalho, durante os próximos dias no Lubango.

O Interclube domina a lista de convocados com um total de nove pugilistas, seguido pelo Electro do Lobito (4), Cuanza Norte (1) e Cabinda (1). Os técnicos Enrique Carrion e Giovanis Hurtado convocaram os pugilistas Nenu Ribeiro, Vivaldo Rodrigues, Miguel Kembo, Kilombo Massala, Inocêncio Marques, Francisco Gomes, Victor André, Baku Vemba, Vidal gaieta, Tumba Silva, Carlos Masia e Ferdinando Pedro (Interclube), Ladica Kasima, Menayami Mbimbe, Mbomo Faria e Pamelo Nsiona (Electro do Lobito), João Gomes (Desportivo da ENDE), Nafital Goma (Cabinda Sport Clube) e Ovalnison Rocha (Cuanza Norte).

As delegações desportivas começam a chegar no dia 25 e ficam alojadas no Hotel Serra da Chela, que vai albergar igualmente os oficiais da prova.
No dia 27 realizam-se a pesagem e a inspecção médica dos atletas de Angola, África do Sul, Botswana, Lesotho, Madagáscar, Malawi, Moçambique, Namíbia,  Seychelles, Swazilândia, Tanzânia e Zâmbia.