Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Carlos Rosa de Sousa apresenta programa

Joaquim Suami-Cabinda - 26 de Outubro, 2016

Presidente cessante continua o périplo pelas províncias à caça de votos

Fotografia: Jose Cola

Apostar na formação de técnicos nacionais, nas categorias de velocidade, barreiras, lançamento, saltos e o melhoramento de condições de treinos para os atletas, são os principais objectivos do candidato da lista A, ao cadeirão máximo da Federação angolana de atletismo, cujo pleito eleitoral acontece em Novembro.

Carlos Rosa de Sousa trabalhou no último final de semana em Cabinda, à caça de votos para a sua própria reeleição, aposta no projecto de continuidade, que visa  reforçar a parceria com as universidades, institutos nacionais e internacionais, para a formação de novos atletas e dirigentes ligados ao atletismo. Para o quadriénio 2016/2020, Carlos Rosa se vencer as eleições, aposta em garantir o desenvolvimento do atletismo, que passa pela criação de condições no capítulo de formação de técnicos, monitores, promotores e professores de educação física, com o objectivo de incrementar a participação da população no atletismo competitivo a nível infantil, escolar e juvenil, para o crescimento da massificação da modalidade no país.

Garantir os rendimentos que possibilitem superar os resultados em cada ciclo olímpico, desenvolver reservas de atletas dos 10 aos 15 anos de idade, aperfeiçoar o sistema competitivo nacional a partir dos 10 anos, trabalhar com os governos provinciais na criação de condições para prática da modalidade e  priorização da formação integral dos atletas a fim de potenciá-los socialmente, com vista a fortalecer o ideológico -educativo e cultural para serem dignos na sociedade angolana, são também outros os objectivos a serem implementados durante o consulado.

A lista A do candidato Carlos Rosa de Sousa é composta pelos seguintes elementos. Assembleia-geral: presidente, Eugénio de Carvalho. Vice-presidente, Ana Maria. Secretário, Nelson Patrício. Direcção. Presidente, Carlos Rosa de Sousa. Vice-presidentes, Adriano Nunes, Ernesto José, Mandegel Zua e Lourenço Alfredo. Secretário-geral, Raúl Mangueira. Vogais, Eva Mateus, Arménio Gaspar e Abel Canguia. Conselho de Disciplina. Presidente, Marcos Calito. Vogais, Carlos Manuel, Ana Kumbazi. Conselho fiscal. Presidente, Francisco de Sousa, vogais, Pedro Carmo, Edna Calembe. Conselho Jurisdicional. Presidente, Vadilson António, vogais, Clementina Nunda e Ndogisila Miguel.