Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Casimiro Bento prepara viagem

Rosa Napoleo - 08 de Março, 2018

O judoca angolano apela s entidades competentes do Estado, e s empresas sediadas no pas.

Fotografia: NUNO FLASH | Edies Novembro

A obtenção de pontos para o passe dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, é o grande objectivo do judoca angolano, Casimiro Carlos Bento, da categoria dos -100 kg que se prepara para competir no Open da América do Sul, que acontece em Lima, Perú, nos dias 18 e 19 do mês em curso.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, o atleta do 1º de Agosto que parte para o local da competição na quarta-feira, disse manter a atenção na preparação porque deseja chegar ao pódio da competição e somar pontos.
\"Estou confiante na preparação, mantenho a intensidade nas sessões de treino e sei que consigo conquistar uma medalha. Se não for  ouro ou prata, pelo menos a medalha de bronze. A prova acumula muitos pontos, se conseguir estarei perto do meu objectivo\", disse.
Após o Open da América, Casimiro Bento vai estar presente no Campeonato Africano de seniores, a decorrer na Tunísia, em Abril.
O detentor de sete títulos de campeão nacional investe ao longo da sua carreira, nas competições internacionais. O ano passado esteve no Open da Argentina, onde terminou na quinta posição.
Casimiro Bento enaltece o apoio institucional que recebe da direcção de Paulo Nzinga e destaca que os custos de participação nas provas internacionais, são suportados pelo seu patrocinador oficial, o Banco Económico.
O judoca angolano apela às entidades competentes do Estado, e às empresas sediadas no país, a accionarem a lei do mecenato para o bem do desporto nacional. Aclarou que \"muitos atletas nacionais têm condições desportivas para obterem medalhas nas provas internacionais,  só não o fazem, por falta de condições financeiras e quando o têm fica difícil adquirir as divisas\".
Casimiro Bento conserva na galeria pessoal, as medalhas de ouro do Grand Open de São Paulo (2013), do Campeonato Africano da Zona VI (2008), a medalha de prata dos Jogos da Lusofonia de Lisboa (2009), as medalhas de bronze dos Jogos Africanos das Ilhas Maurícias (2014), do Open do Chille (2015), do Open da Santiago (2016) e do Open de Lima (Peru 2017).
Constam também, no currículo, o quinto lugar do Campeonato Africano da Tunísia (2016) e o sétimo lugar do Open de Porto Louis (2014).