Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

CBAt anbisiona realizar etapa da Liga Diamante

21 de Novembro, 2013

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) deseja realizar uma etapa da Liga de Diamante no país, antes dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016. José António Martins Fernandes, presidente da entidade formalizou a intenção, através de uma carta enviada aos responsáveis pela competição.
Principal circuito do atletismo mundial, a Liga de Diamante teve um total de 14 etapas com os maiores astros da modalidade ao longo desta temporada, mas apenas quatro foram realizadas fora do continente europeu: Doha (Catar), Xangai (China), Nova York (EUA) e Eugene (EUA).

“A Liga de Diamante tem tudo acertado até 2014. Agora estão a discutir o começo de um novo ciclo. Nós mandamos uma carta sobre a intenção de realizar uma etapa no Brasil em 2015. Agora, tem de ser aprovado pela Liga”, afirmou o dirigente, mais conhecido como Toninho.

A CBAt trabalha na perspectiva de promover o evento em São Paulo ou no Rio de Janeiro - a Liga exige um estádio com capacidade mínima para oito mil pessoas. Caso a infra- estrutura actualmente interditada esteja reaberta até 2015, a próxima sede da Olimpíada tem preferência. Na capital paulista, a opção é o Estádio Ícaro de Castro Mello, no Ibirapuera.

Para realizar uma etapa da Liga de Diamante no Brasil é necessário um investimento de aproximadamente USD três milhões, segundo estimativa de Toninho. Com o aval da Caixa Económica Federal, principal patrocinadora da entidade, e da Rede Globo, o presidente ainda negoceia novos patrocínios para a empreitada.

De acordo com José António Martins Fernandes, o Brasil enfrenta a concorrência de países árabes, com maior poder financeiro - o Qatar, sede da Copa do Mundo de 2022, promove actualmente uma das quatro etapas da Liga de Diamante realizadas fora da Europa. Na terça-feira, José António Martins Fernandes e António Carlos Gomes, superintendentes de alto rendimento da CBAt, receberam a imprensa na sede da entidade. Trazer a Liga de Diamante ao Brasil, na visão da dupla, contribui para a  massificação do atletismo no País.