Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Centros especiais de Benguela abrem trabalhos de treinos

Rosa Napoleão - 19 de Junho, 2015

Cumprida a preparação para o mundial selecção tem reforçada a ambição de melhorar o nono lugar

Fotografia: José Soares

Os exercícios físicos e de musculação estão a dominar a primeira semana de treinos dos ginastas no Centro de Alto Rendimento da Província de Benguela. A confirmação veio, ontem, do presidente da Associação Provincial de Benguela, João Gabriel.

Em declarações ao Jornal dos Desportos, João Gabriel referiu que as actividades ainda não decorrem a cem por cento, mas os ginastas ocupam o dia com alguns exercícios para manter a forma.

"Nós começámos os trabalhos aqui no Centro de Benguela, na segunda-feira, com um total de 14 atletas. O conjunto   aguarda  pela chegada do técnico português Eduardo Mendes que deve escalar o país na próxima semana e vai orientar o grupo, coadjuvado pelos técnicos Cláudio Machado e Carlos Canção. Neste momento os atletas estão a efectuar treinos de recuperação e exercícios físicos aguardando os trabalhos propriamente ditos".

João Gabriel agradeceu o empenho e dedicação da direcção da Federação Angolana de Ginástica na concretização do referido projecto. "Estamos gratos por tudo que a direcção da modalidade tem feito em prol do desenvolvimento da ginástica. Este centro vai sem duvidas elevar ainda mais a ginástica que já tem dado saltos qualitativos tanto nacional como internacionalmente", afirmou.

João Gabriel acrescentou que os centros especiais, "constituem uma mais-valia para o aumento dos atletas no processo de massificação, multiplicando o número e o interesse dos jovens a prática da modalidade. O facto de estarem concentrados e obedecerem um horário de treino programado pelo técnico aumenta consideravelmente o nível competitivo dos atletas".

O Centro vai albergar atletas dos escalões infantis desde os oito aos doze anos, nas modalidades de ginástica rítmica, artística, minitrampolins, cavalo e aeróbica. As selecções nacionais estão igualmente no local, em fase de preparação para as provas internacionais.

O projecto da criação dos centros especiais em Benguela, Huambo e Huila, recebeu o apoio de várias entidades governamentais como os directores provinciais da Educação, da Saúde, da Juventude e Desportos, o Instituto Nacional da Criança de Benguela (INAC) e a Polícia Nacional.