Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Cerimónias de abertura e encerramento prontas

21 de Janeiro, 2015

Cerimonias de Abertura e Encerramento dos Jogos Olímpicos Rio-2016 estão prontas

Fotografia: AFP

As Cerimonias de Abertura e Encerramento dos Jogos Olímpicos Rio-2016 estão prontas e serão apresentadas no fim de Fevereiro para a aprovação do Comité Olímpico Internacional (COI), durante reunião na capital fluminense.

O processo de criação teve início em Abril de 2013 e foi concluído em Dezembro do ano passado. "Com a aprovação desse rascunho, daremos início ao processo de pré-produção. Algumas coisas já foram feitas e outras não", disse o director executivo de Cerimonias do Comité Rio-2016, Leonardo Caetano.

De acordo com Caetano, a sintonia entre o trio de directores criativos escalados para as Cerimonias Olímpicas permitiu o bom andamento de todo o processo. Andrucha Waddington, Daniela Thomas e Fernando Meirelles foram as primeiras opções do Comité Rio-2016 para o cargo.

Caetano revelou as características fundamentais para a escolha dos três: a capacidade de trabalhar com grandes orçamentos, em grupo e saber ouvir. O director de Cerimonias frisou que não era possível optar por uma pessoa criativa, mas que nunca manipulou grandes orçamentos.

Para o director das Cerimonias do Rio-2016, o papel dos directores criativos pode ser comparado ao de um roteirista de novela ou um director geral. Com o início da pré-produção, outros profissionais se juntarão ao processo mas para comandar apenas uma cena ou alguma passagem específica do show.

Lindsey bate recorde histórico

A norte-americana Lindsay Vonn segunda-feira passada o recorde de vitórias em provas da Taça do Mundo de esqui alpino, ao alcançar o 63.º triunfo em Cortina d'Ampezzo, em Itália, ultrapassando a australiana Annemarie Moser-Proell. Lindsay Vonn, de 30 anos, campeã olímpica de downhill em 2010 e vencedora de dois títulos mundiais em 2009, já podia ter batido a marca de Annemarie Moser-Proell, não fosse o facto de ter estado afastada 18 meses devido a lesão. Por quatro vezes vencedora absoluta da Taça do Mundo de esqui alpino (2008, 2009, 2010 e 2012), Vonn estabeleceu o recorde de vitórias, ao vencer o super-G, em Cortina d'Ampezzo, impondo-se à austríaca Anna Fenninger e Tina Weirather, do Liechtenstein.